terça-feira, 22 de junho de 2010

Super-homem de meia-tigela


André Veríssimo


"Então Deus me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo." (Apóstolo Paulo - II Coríntios 12:9)


Existem pessoas que vivem fora da realidade, como as estórias do super homem, ou se preferir, superman (aquele simples repórter do Planeta Diário, que tem super poderes e que combate o mal!). Arrisco em pensar que muitas pessoas gostariam na verdade de serem simples mortais, mas com super poderes, como o superman... você já parou alguma vez para pensar nisso?! Não!? Então, pense agora: se você um simples ser humano pudesse ter 03 super poderes, quais você escolheria?! Poder para voar?! Super força?! Visão além do alcance?! Poder para ler os pensamentos das pessoas?! Ser super veloz para fazer as coisas?! Poder para controlar as tempestades?! outros?!

Muitas pessoas querem se mostrar "super", por medo de expor suas fraquezas, porque tem dificuldades de assumir sua humanidade. Somos assim na maioria das vezes, criamos personagens para impressionar as outras pessoas e criar uma boa e positiva imagem de nós mesmos, para sermos bem aceitos. Temos na verdade pavor da possibilidade de sermos rejeitados, quando as pessoas descobrirem o que na verdade somos, e nossos terríveis defeitos. E nesta triste situação maquiamos nossa realidade e nos apresentamos como um "super alguma coisa" (invente um super herói para você!). Esse pecado tem alguns nomes: auto-suficiência, orgulho, soberba, arrogância, mentira, engano, etc.

É aquela mulher que se julga a mais linda, a super sensual, que abusa da sua imagem para seduzir, chamar a atenção, ser desejada, simplesmente porque só tem a embalagem, a capa da revista, mas não tem conteúdo nenhum, não possui bons valores em si e seu caráter é corrompido e desprezível. E quando descobrem o que na verdade ela é, passa a ser tratada como um mero objeto sexual.

Há pessoas que são verdadeiros artistas da vida, pois vivem representando uma boa imagem, um bom papel no teatro da vida, mas quando chegam no camarim da solidão, borram a maquiagem com lágrimas de sua triste condição humana: elas não são na verdade o que todo mundo pensa que elas são, tudo não passa de uma farsa bem montada para comprar a aceitação da opinião pública. Essa situação é uma verdadeira prisão da alma, porque a mentira aprisiona, porém a verdade liberta de toda escravidão.

Pare um minuto e pense: qual é a fraqueza que você esconde das pessoas, para não ficar vunerável?!

Saiba de uma verdade: Deus te ama e te aceita do jeito que você é, com todos os defeitos, fraquezas e pecados que você possui. Deus é perfeito e te ama com todas as suas imperfeições. O mais importante nessa vida é ser aceito por Deus.

Não vale a pena viver na mentira, posando de "super", quando na realidade todos nós sabemos que isso é uma grande mentira. Por que ficar alimentando em nosso ego um "super homem" que não existe?! Se você não se aceita do jeito que você é, ninguém mais te aceitará.

Sabe, reconheço que sou um pecador, reconheço que tenho frauqezas terríveis (que na verdade não gostaria de ter!), reconheço também todas as minhas limitações... e com isso quero a partir disso ser "super", não "super homem", mas uma pessoa SUPER DEPENDENTE DA GRAÇA DE DEUS, porque isso me basta, porque todas as fraquezas da minha humanidade são as melhores oportunidades para Deus manifestar seu poder em minha vida. Quando me sinto fraco em alguma área da minha vida, quando me sinto limitado em minha humanidade, lembro-me que nesse momento só preciso da SUPERABUNDANTE GRAÇA DE DEUS que me fortalece e faz de mim uma pessoa super feliz, sem que eu precise usar máscaras, maquiagem ou criar personagem para comprar a aceitação das pessoas, e assim estou livre de uma grande mentira.

Conheço muitas pessoas que hoje sofrem da "síndrome do superman", pessoas que não assumem o que na verdade são, que fingem ter super poderes, que quando suas limitações humanas se manifestam entram em desespero, pensam em desistir da vida, dos sonhos, porque o medo da frustração apavora suas almas. Também já fui assim, mas não sofro mais com isso. Hoje sou um super, super dependente de Deus. Ele me é suficiente, Ele me basta. Deus me ama e me aceita do jeito que eu sou. E isso me basta.

Tenho problemas como qualquer outro ser humano, a diferença é que descobri uma super solução: nas minhas fraquezas e limitações humanas, Deus tem as melhores oportunidades de agir em minha vida com seu grande poder e quando Ele age tudo dá super certo e mui bem sucedido.

Sabe desde que decidi ser super dependente da graça de Deus, algo muito importante aconteceu em minha vida: O SUPER HOMEM QUE HAVIA EM MEU EGO MORREU...

Mate o "super homem" que há em seu ego e dependa exclusivamente da superabundante graça de Deus para viver e serás uma pessoa verdadeiramente super feliz!



FONTE:
André Veríssimo (Via Metanóia) com o título original "O Super-homem morreu".



Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário