quinta-feira, 15 de julho de 2010

Sete coisas que mostram que o homem está fora de si.


Há seis coisas que coisas que o Senhor aborrece, e a sétima a sua alma abomina: 
Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramaram sangue inocente, 
Coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal 
Testemunha falsa que profere mentiras e o semeia contendas entre irmãos
 (Prov. 6:16-19).
Interessante que as atitudes são numeradas em seis em evidência, e a sétima em extrema prioridade:
  • Seis que aborrecem:
  1. Olhos altivos: – Olhos altivos são olhos que não enxergam a si mesmo em sua suas dependências, fraquezas e debilidades. Quando a Palavra diz: bem aventurados os simples de coração, ela quer dizer: coração sincero que vê a si mesmo. Quem vive na soberba enxerga, mas não vê.
  2. Língua mentirosa: – A língua é um pequeno órgão timoneiro do corpo e pode nos comprometer. Mentir é fugir, primeiramente, de si mesmo. Quem ama a verdade, ama a si mesmo, ama ao outro e a Deus, a mentira nos tira deste amor: ela é uma farsa.
  3. Mãos que derramam sangue: – Na antiguidade a morte era comum nas guerras, estas mortes eram consideradas comuns. Derramar sangue inocente é diferente, é calar o outro deixando para trás uma dor para famílias. Por razão nenhuma temos o direito de calar alguém. Sangue na terra produz maldições.
  4. Coração que traça projetos iníquos (perversos): – Traçar planos fora de seu projeto de vida. O projeto de Deus para nós não inclui a perversidade nunca. Não há projeto original para qualquer ser humano que não que inclua o amor, a graça e a tolerância.
  5. Pés que correm para o mal: – A prudência é a maior amiga da sabedoria em provérbios. Não aceitar os planos fáceis e desonestos para se promover é ter prudência. Pense muito! Isto faz você não correr para o mal.
  6. Testemunha falsa: – É o que se vende em favor do outro para obter vantagem. Ele é também um mentiroso. Ele está totalmente perdido dentro de si. Ele é um deserto árido.
  • A sétima que a alma abomina:
  1. Porque esta atitude é considerada a pior diante de Deus? O que semeia contenda entre irmãos atrapalha o espalhar da Graça. Deus quer se ver na comunhão entre irmãos. A unidade em amor mostra o real caráter de Deus. Nem as maravilhas criadas em suas mais belas expressões podem expressar o caráter de Deus mais do que a unidade, o amor entre os seres humanos. Hoje, a pós-modernidade, está clamando por isto: comunhão, toque, andar junto, solidariedade, pertencer a algo de bom. Saber que temos um grupo que anda conosco, ter o sentimento de “pertencer”, este é um dos maiores desejos do ser humano. A comunhão será a maior estratégia para o crescimento da igreja na era pós-moderna. Apenas sente-se e escute o homem pós-moderno e você o conquistará.
Na paz do verbo,
Silvério Peres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário