quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Lucas, 18:9-14


"Propôs Jesus esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, como se fossem justos, e desprezavam os outros. Subiram dois homens ao templo para orar: - um fariseu, e outro publicano. O fariseu orava de pé, e dizia assim: Graças te dou, ó meu Deus, por não ser como os outros homens, que são ladrões, injustos e adúlteros. E não ser também como é aquele publicano. Eu, por mim, jejuo duas vezes por semana e pago o dízimo de tudo quanto possuo. Apartado a um canto, o publicano nem sequer ousava erguer os olhos para o céu; batia no peito, e exclamava: Meus Deus apiedai-vos de mim, pecador. Digo-vos, acrescentou Jesus, que este voltou justificado para sua casa, e o outro não, porque todo aquele que se exalta será humilhado, e todo aquele que se humilha será exaltado."

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Salmo 34


Bendirei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca.
No Senhor se gloria a minha alma; ouçam-no os mansos e se alegrem.
Engrandeci ao Senhor comigo, e juntos exaltemos o seu nome.
Busquei ao Senhor, e ele me respondeu, e de todos os meus temores me livrou.
Olhai para ele, e sede iluminados; e os vossos rostos jamais serão confundidos.
Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o livrou de todas as suas angústias.
O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.
Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia.
Temei ao Senhor, vós, seus santos, porque nada falta aos que o temem.
Os leõezinhos necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor, bem algum lhes faltará.
Vinde, filhos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor.
Quem é o homem que deseja a vida, e quer longos dias para ver o bem?
Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem dolosamente.
Aparta-te do mal, e faze o bem: busca a paz, e segue-a.
Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor.
A face do Senhor está contra os que fazem o mal, para desarraigar da terra a memória deles.
Os justos clama, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias.
Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito.
Muitas são as aflições do justo, mas de todas elas o Senhor o livra.
Ele lhe preserva todos os ossos; nem sequer um deles se quebra.
A malícia matará o ímpio, e os que odeiam o justo serão condenados.
O Senhor resgata a alma dos seus servos, e nenhum dos que nele se refugiam será condenado.

sábado, 9 de janeiro de 2010

Alegria Transbordante




Eu transbordo de alegria
Pois Jesus me respondeu
Seu nome me trouxe salvação
Seu puro amor me envolveu
Apagou o meu pecado
E me trouxe para a luz
Com graça e misericórdia
Me resgatou e me salvou

Minha alma glorifica a Deus
Meu ser se alegra nEle
Pois Ele dá força ao fraco
E faz grandes coisas por mim
Cantarei, louvarei pra sempre
Ele é Grande e Santo é Seu nome

Erguerei minha cabeça
Mesmo em meio à provações
Mesmo que eu não O veja
Sei que Jesus comigo está

Minha alma glorifica a Deus
Meu ser se alegra nEle
Pois Ele dá força ao fraco
E faz grandes coisas por mim
Cantarei, louvarei pra sempre
Ele é Grande e Santo é Seu nome

Santo é Seu nome.....

Mesmo que eu não
O vejaSei que Jesus comigo está

Minha alma glorifica a Deus
Meu ser se alegra nElePois
Ele dá força ao fraco
E faz grandes coisas por mim
Cantarei, louvarei pra sempre

Ele é Grande, Grande
Ele é Grande, Grande
Ele é Grande, e Santo é Seu nome

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Alegria Transbordante


Comunidade Evangélica de Maringá

Eu transbordo de alegria
Pois Jesus me respondeu
Seu nome me trouxe salvação
Seu puro amor me envolveu
Apagou o meu pecado
E me trouxe para a luz
Com graça e misericórdia
Me resgatou e me salvou

Minha alma glorifica a Deus
Meu ser se alegra nEle
Pois Ele dá força ao fraco
E faz grandes coisas por mim
Cantarei, louvarei pra sempre
Ele é Grande e Santo é Seu nome

Erguerei minha cabeça
Mesmo em meio à provações
Mesmo que eu não O veja
Sei que Jesus comigo está

Minha alma glorifica a Deus
Meu ser se alegra nEle
Pois Ele dá força ao fraco
E faz grandes coisas por mim
Cantarei, louvarei pra sempre
Ele é Grande e Santo é Seu nome

Santo é Seu nome.....

Mesmo que eu não O veja
Sei que Jesus comigo está

domingo, 3 de janeiro de 2010

Não Temas


Isaías 41 - 10 não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te esforço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.

Jeremias 1 - 8 Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR.

Jeremias 1 - 19 E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para te livrar.


A existência na Terra é comparável a uma viagem de aperfeiçoamento,

Na qual necessitas seguir adiante, ao lado de nossos companheiros da jornada evolutiva.
Muitos te desconhecem, no entanto, Deus sabe quem és.
Muitos te menosprezam, contudo, Deus não te abandona.
Muitos te hostilizam, mas Deus te apóia.
Muitos te reprovam, em circunstâncias difíceis, no entanto, Deus te abençoa.
Muitos se te afastam da presença, todavia, Deus permanece contigo.
À vista de semelhante realidade, sempre que tropeços e provações te apareçam.

Não te acomodes, à beira da estrada,
Confia em Deus e caminha...

A piscina e a cruz



Um de meus amigos ia toda quinta-feira à noite a uma piscina coberta.

Ele sempre via ali um homem que lhe chamava a atenção: ele tinha o costume de correr ate a água e molhar só o dedão do pé. Depois subia no trampolim mais alto e com um esplêndido salto mergulhava na água. Não era de estranhar, pois, que mau amigo ficasse intrigado com esse costume de molhar o dedão antes de saltar na água.

Um dia tomou coragem e perguntou-lhe a razão daquele habito. O homem sorriu e respondeu: “Sim, eu tenho um motivo para fazer isso. Há alguns anos, eu era professor de natação de um grupo de homens. Meu trabalho era ensiná-los a nadar e saltar de trampolim. Certa noite não conseguia dormir e fui a piscina para nadar um pouco, sendo professor de natação, eu tinha uma chave para entrar no clube.

Não acendi a luz porque conhecia bem o lugar. A luz de lua brilhava através do teto de vidro. Quando estava sobre o trampolim, vi minha sombra na parede em frente. Com os braços abertos, minha silhueta formava uma magnífica cruz. Em vez de saltar, fiquei ali parado, contemplando aquela imagem.

O professor de natação continuou: Nesse momento, pensei na cruz de Jesus Cristo e em seu significado. Eu não era cristão, mas quando criança aprendi um cântico cujas as palavras me vieram a mente e me fizeram recordar que Jesus tinha morrido para nos salvar por maio de seu precioso sangue.

Não sei quanto tempo fiquei parado sobre o trampolim com os braços estendidos e nem compreendo por que não pulei na água. Finalmente voltei, desci do trampolim e fui até a escada para mergulhar na água. Desci a escada e meus pés tocaram o piso duro e liso... na noite anterior haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido!

Tremi todo e senti um calafrio na espinha. Se eu tivesse saltado, seria o meu ultimo salto. Naquela noite, a imagem da cruz na parede salvou minha vida. Fiquei tão agradecido a Deus – que por me amar permitiu que eu continuasse vivo – que me ajoelhei na beira da piscina. Tomei consciência de que não somente a minha vida física, mas minha alma também precisava ser salva. Para que isso acontecesse, foi necessária outra cruz, aquela qual Jesus morreu para nos salvar. Ele me salvou quando confessei os meus pecados e me entreguei a Ele.

Naquela noite fui salvo duas vezes, física e espiritualmente. Agora tenho um corpo sadio, porem o mais importante é que sou eternamente salvo. Talvez agora você compreenda porque eu molho o dedão antes de saltar na água.”



Jesus Ama você!!

sábado, 2 de janeiro de 2010

Sonhos de Deus



J. Neto
Composição: Beno Cesar/solange De Cesar

Sei que tens ciume, da minha adoração
Mas não há outro além de Tí
Ocupando o Teu lugar, no meu coração

Fiz aliança contigo, diante do altar
Não é igual a aliança dos homens
O fogo não consome
Ninguem pode quebrar

Fiz deste meu coração, o teu Moriá
Pode provar minha fidelidade a tí
Ainda que Tu me peças
Pra te entregar a minha vida
O meu maior tesouro, por Tí, eu darei

Abro mão dos meus sonhos
Do que a vida me deu
Digo sim pro teu reino, e não pro meu eu (bis)
Escolhi sonhar os sonhos
Escolhi sonhar os sonhos de Deus

Discípulos ou Consumidores?



Nos últimos anos, o Brasil vem testemunhando uma grande onda de adesão em massa ao chamado movimento evangélico. De um grupo modesto e sem expressão, nas primeiras décadas do século XX, os chamados evangélicos vão se multiplicando assustadoramente. O que, no passado, era motivo de perseguição e discriminação vai se transformando em algo cada vez mais comum e, porque não dizer, banal...

Igrejas são fundadas todos os dias, denominações dividem-se por qualquer motivo, canais de rádio e televisão são comprados, milhares de programas vão ao ar, produtos e mais produtos são vendidos, sem contar as Bíblias de todos os tamanhos, cores e traduções que lotam as estantes do mercado gospel. Tudo isso representa um pouco do complexo mosaico do cristianismo evangélico no Brasil e em muitas partes do mundo.
Não obstante, algo precisa ser avaliado e questionado: até que ponto igrejas cheias de pessoas significa que a fé cristã genuína está mesmo se difundindo? Estamos realmente presenciando um avivamento ou toda essa explosão religiosa não passa de alienação?
Nos tempos de Jesus, multidões o seguiam para ver os seus milagres, desfrutar de sua presença marcante e comer do pão gratuitamente distribuído pelos apóstolos. Entretanto, resta claro nos evangelhos que foram poucos os que quiseram pagar o preço do discipulado e deixar que as suas vidas fossem uma massa informe a ser moldada por Deus. O próprio Jesus disse: “aquele que quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me”.
Uma recente pesquisa foi corajosamente realizada pela Igreja Willow Creek, nos Estados Unidos, tendo como amostra as mais de vinte mil pessoas que frequentam os seus cultos e demais programações, além dos frequentadores de dezenas de outras igrejas. As conclusões foram assustadoras e apontaram para a realidade de comunidades cristãs com milhares de consumidores de programas eclesiásticos, mas sem nenhuma profundidade em suas vidas com Deus.
Nas páginas do livro Reveal, ainda não publicado em língua portuguesa, Greg L. Hawkins, pastor executivo da Willow afirma que, historicamente, a mensagem deles foi: “Nós sabemos o que você precisa, e nós podemos suprir essas necessidades para você”. Entretanto, eles descobriram que esse tipo de abordagem nem sempre serviu, pois veio a criar nas pessoas uma doentia dependência com relação à igreja.
Em outras palavras, a igreja deve servir como uma parceira dos seus membros na busca pela maturidade espiritual, promovendo um discipulado saldável e útil para a expansão do Reino, ao invés de ficar tentando suprir as insaciáveis necessidades das pessoas que lotam os seus templos, tais como consumidores nos corredores de um Shopping Center.
Resumindo toda a lei judaica, Jesus afirmou que devemos amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos. Em outras palavras, o nosso cristianismo será cada vez mais verdadeiro quando o nosso amor pelo Senhor e pelos outros aumentar em uma perspectiva prática.
O grande problema é que vivemos em um mundo que exalta o individualismo e que nos cega para os outros. Assim, se Deus serve aos meus interesses consumistas, tudo bem. Se alguém pode ser útil para a consecução dos meus planos, tudo bem. Essa é a regra do jogo para a grande maioria.
Enquanto não deixarmos de ver a Deus e as pessoas como batentes para o nosso progresso, não passaremos de sanguessugas religiosas.
Em contrapartida, quando o Senhor for a razão do nosso existir e o modelo para o nosso agir, estaremos em um caminho seguro que nos levará à maturidade e à verdadeira sabedoria.
Quando amarmos os outros como amamos a nós mesmos, estaremos mostrando para o mundo que o cristianismo verdadeiro não pode ser medido por multidões reunidas aos domingos, mas por mãos estendidas para abençoar pessoas durante todos os dias da semana.
Graça e paz!
Pr.Sérgio Queiroz