quarta-feira, 30 de junho de 2010

Dame Tus Ojos




Dame tus ojos quiero ver
Dame tus palabras, quiero hablar
Dame tu parecer

Dame tus pies, yo quiero ir
Dame tus deseos para sentir
Dame tu parecer

Dame lo que necesito
Para ser como tu

Dame tu voz, dame tu aliento
Toma mi tiempo es para ti
Dame el camino que debo seguir
Dame tus sueños, tus anhelos
Tus pensamientos, tu sentir
Dame tu vida para vivir

Déjame ver lo que tu vez
Dame de tu gracia, tu poder
Dame tu corazón
Déjame ver en tu interior
Para ser cambiado por tu amor
Dame tu corazón


terça-feira, 29 de junho de 2010

Hosanna


I see the king of glory
Coming on the clouds with fire
The whole earth shakes, the whole earth shakes
I see his love and mercy
Washing over all our sin
The people sing, the people sing


Hosanna, hosanna
Hosanna in the highest

I see a generation
Rising up to take the place
With selfless faith, with selfless faith
I see a new revival
Staring as we pray and seek
We're on our knees, we're on our knees



Heal my heart and make it clean
Open up my eyes to the things unseen
Show me how to love like you have loved me
Break my heart for what breaks yours
Everything I am for your kingdom's cause
As I walk from into eternity






Eu vejo o Rei da glória vindo com o Seu poder
A Terra vai estremecer
Eu vejo Sua graça os pecados perdoar
A Terra vai então cantar


Hosana, Hosana
Hosana nas alturas
Hosana, Hosana
Hosana nas alturas

Eu vejo um povo eleito assumindo o seu lugar
Pra sua fé compartilhar
Eu vejo o avivamento quando o Teu povo orar
E Te buscar
E Te buscar


Hosana, Hosana
Hosana nas alturas
Hosana, Hosana
Hosana nas alturas

Limpa o meu coração
Abre os meus olhos pra que eu possa ver
Com o amor que tens por mim
Te amo

Quero ser igual a Ti
Tudo o que sou é pra Teu louvor
Pois Contigo vou viver pra sempre


Hosana, Hosana
Hosana nas alturas
Hosana, Hosana
Hosana nas alturas


Hosana, Hosana
Hosana nas alturas
Hosana, Hosana
Hosana nas alturas
Hosana nas alturas

Quem nos separará




Quem nos separará do amor de Cristo?
Será a tribulação, angústia ou perseguição
Fome ou nudez, perigo ou espada?
Quem nos separará do amor de Cristo?

Pois eu estou bem certo
De que nem morte, nem vida,
Nem anjos, nem principados,
Nem coisas do presente e do porvir,
Nem poderes, nem alturas, nem profundidade,
Nem qualquer outra criatura,
Poderá nos separar
Do amor de Deus, que está em Jesus Cristo,
Nosso Senhor, que está em Jesus Cristo.

Nada, nada, poderá nos separar,
Nada, nada, poderá nos separar
Do amor de Deus que está em Jesus Cristo,
Nosso Senhor, que está em Jesus Cristo.

Nada, nada, poderá nos separar,
Nada, nada, poderá nos separar
Do amor de Deus que está em Jesus Cristo,
Nosso Senhor, que está em Jesus Cristo






segunda-feira, 28 de junho de 2010

Web TV - Rede Cidade Viva



http://www.cidadeviva.org/tv

Cultos ao vivo:

Quarta-feira às 20:00hs

Domingo às 9hs, 16h30 e 19h

Amor Sem Fim


É muito bom te conhecer Senhor
Poder ouvir a tua voz a me chamar
Sentir dentro do peito amor que não tem fim
Te agradeço por estar aqui
Para te louvar
Para te exaltar
Para te amar
E o teu nome proclamar as nações

É muito bom sentir a tua luz
E descansar em ti Senhor Jesus
De alegria encheu meu coração
E é tão bom cantar tenho Salvação

Oxe Mainha




Um certo dia minha mãe me disse meu filho escute
Tenha cuidado com a vida pregressa que o mundo oferece
O inimigo não dá mole não
Tudo o que ele quer é sua perdição
Como é que tá sua vida com Jesus?

Eu disse mãe, oxe mainha
não se preocupe não,
não se preocupe não, não não
Pois o seu filho, seu filhinho aqui
Ja tem a salvação

Eu sei que Ele morreu numa cruz e ali pagou por todos os erros meus
Por isso eu vivo alegre, feliz com Jesus

Não Temerei

*Photograph by Jim Richardson

Quero estar contigo em todo momento
Não se vá, fica mais um pouco

Pois sozinho, sabes, não aguento
Não se vá, fica mais um pouco Senhor!

Tua presença me faz descansar, sinto-me seguro
Tua presença conforta a alma, é o meu refúgio.

Não temerei se estiveres comigo
Não voltarei atras
Eu seguirei pisando até espinhos
Não voltarei jamais

Se comigo fores Senhor, seja na alegria ou na dor
Não temerei

Como os discipulos no caminho de Emaús
Quero ouvir-te falando ao meu coração

Offering



Third Day

Magnificent Holy Father
I stand in awe of all I see
Of all the things You have created
But still You choose to think of me

Who am I that You should suffer
Your very life to set me free
The only thing that I can give You
Is the life You gave to me

This is my offering, dear Lord
This is my offering to You, God
And I will give You my life
For it's all I have to give
Because You gave Your life for me

I stand before You at this altar
So many have given You more
I may not have much I can offer
Yet what I have is truly Yours

Teu Amor É Mais


Rejeito o meu eu
Amado meu
As minhas vontades eu Te darei
Pelo prazer de Te encontrar
Pelo prazer de te abraçar

Meu coração agora é todo Teu
Minha vida eu lançarei nos braços TEus
Aos Teus pés me prostarei
E ali eu sentirei o Teu amor

O Teu amor
É mais do que Tudo
És pra mim a essência de tudo
O meu prazer está em Te conhecer
Prosseguirei
Meu alvo é o Teu coração

Meu melhor a Ti eu darei
Sem reserva a Ti me entregarei
Tu és tudo que eu preciso
Meu melhor amigo

A tua vontade é o melhor pra mim
Os Teus planos e os teus sonhos irão se cumprir
Então descansarei
Em ti confiarei
Nos Teus braços eu viverei Senhor

O teu amor é mais do que tudo
És pra mim a essência de tudo
O meu prazer está em te conhecer
Prosseguirei
Meu alvo é o teu coração

Sei que transformado eu serei por Ti Senhor
E tudo que eu preciso vem do Teu imenso amor
Nada vai me separar de Ti
Pois Tu és o meu tudo
Meu maior amor


Salmo 8


Ó SENHOR, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome! Pois expuseste nos céus a tua majestade.

Da boca de pequeninos e crianças de peito suscitaste força, por causa dos teus adversários, para fazeres emudecer o inimigo e o vingador.

Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, e a lua e as estrelas que estabeleceste,

que é o homem, que dele te lembres E o filho do homem, que o visites?

Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus e de glória e de honra o coroaste.

Deste-lhe domínio sobre as obras da tua mão e sob seus pés tudo lhe puseste:

ovelhas e bois, todos, e também os animais do campo;

as aves do céu, e os peixes do mar, e tudo o que percorre as sendas dos mares.

Ó SENHOR, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome!

You Never Let Go - Nunca Me Deixou


Even though I walk through the valley of the shadow of death
Your perfect love is casting out fear
And even when I'm caught in the middle of the storms of this life
I won't turn back
I know You are near

And I will fear no evil
For my God is with me
And if my God is with me
Whom then shall I fear?
Whom then shall I fear?


Oh no, You never let go
Through the calm and through the storm
Oh no, You never let go
In every high and every low
Oh no, You never let go
Lord, You never let go of me

And I can see a light that is coming for the heart that holds on
A glorious light beyond all compare
And there will be an end to these troubles
But until that day comes
We'll live to know You here on the earth



Yes, I can see a light that is coming for the heart that holds on
And there will be an end to these troubles
But until that day comes
Still I will praise You, still I will praise You





Nunca Me Deixou

Ainda que eu ande
pelo vale da sombra da morte.
O Teu amor lança fora o medo.
Ainda que eu me encontre
bem no meio das tempestades da vida.
Não voltarei, pois perto estás.

Eu não temerei o mal.
Pois o meu Deus comigo está.
E se o meu Deus comigo está:
-A quem eu temerei? A quem eu temerei?

Oh, não! Nunca me deixou
Na tempestade ou na paz
Oh, não! Nunca me deixou
Quando bem ou quando mal
Oh, não! Nunca me deixou
Oh, o Senhor nunca me deixou

Eu posso ver a luz
que está vindo ao coração que espera.
Incomparável, gloriosa luz.
E haverá um fim aos problemas.
Mas até este dia,
viverei sabendo que estás aqui.

Eu não temerei o mal.
Pois o meu Deus comigo está.
E se o meu Deus comigo está:
-A quem eu temerei? A quem eu temerei?

Oh, não! Nunca me deixou
Na tempestade ou na paz
Oh, não! Nunca me deixou
Quando bem ou quando mal
Oh, não! Nunca me deixou
Oh, o Senhor nunca me deixou

Eu posso ver a luz
que está vindo ao coração que espera.
E haverá um fim aos problemas.
Mas até este dia. (...chegar)
Te louvarei. Te louvarei.

Lord i Give you my Heart




This is my desire, to honour You
Lord with all my heart I worship You
all I have within me
I give You praise
all that I adore is in You


Lord I give You my heart
I give You my soul
I live for You alone
Every breath that I take
Every moment I'm awake
Lord have Your way in me





Amazing Grace



John Newton (1725-1807)


Amazing Grace, how sweet the sound,
That saved a wretch like me.
I once was lost but now am found,
Was blind, but now I see.

T'was Grace that taught my heart to fear.
And Grace, my fears relieved.
How precious did that Grace appear
The hour I first believed.

Through many dangers, toils and snares
I have already come;
'Tis Grace that brought me safe thus far
and Grace will lead me home.

The Lord has promised good to me.
His word my hope secures.
He will my shield and portion be,
As long as life endures.

Yea, when this flesh and heart shall fail,
And mortal life shall cease,
I shall possess within the veil,
A life of joy and peace.

When we've been here ten thousand years
Bright shining as the sun.
We've no less days to sing God's praise
Than when we've first begun.

Amazing Love


I’m forgiven because You were forsaken,
I’m accepted, You were condemned.
I am alive and well, Your spirit is within me,
Because You died and rose again.
(Repeat x2)


Amazing love,
How can it be
That You, my King, should die for me?
Amazing love,
I know it’s true.
It’s my joy to honor You,
In all I do, I honor You.

I’m forgiven because You were forsaken,
I’m accepted, You were condemned.
I am alive and well, Your spirit is within me,
Because You died and rose again.



You are my King
Jesus You are my King




You are my King







Eu fui perdoado, porque você foi abandonado
Eu fui aceito, porque você foi condenado
Eu estou vivo e bem, Seus espírito está dentro de mim
Porque você morreu e se levantou novamente

Surpreendente Amor, como poder ser isto
que você, meu rei morreria por mim
Surpreendente Amor, eu sei que isso é verdade
É meu prazer é honrar você

Você é meu Rei
Jesus, Você é meu Rei

Give Me Jesus




In the morning, when I rise
In the morning, when I rise
In the morning, when I rise

Give me Jesus.
Give me Jesus,
Give me Jesus.
You can have all this world,
Just give me Jesus.

When I am alone,
When I am alone,
When I am alone,
Give me Jesus.

Give me Jesus.
Give me Jesus,
Give me Jesus.
You can have all this world,
Just give me Jesus.

When I come to die,
When I come to die,
When I come to die,
Give me Jesus.

Give me Jesus.
Give me Jesus,
Give me Jesus.
You can have all this world,
Just give me Jesus.

Give me Jesus.
Give me Jesus,
Give me Jesus.
You can have all this world,
You can have all this world,
You can have all this world,
Just give me Jesus.

domingo, 27 de junho de 2010

The Heart of Worship



When the music fades
All is stripped away
And I simply come
Longing just to bring
Something that's of worth
That will bless Your heart


I'll bring You more than a song
For a song in itself
Is not what You have required
You search much deeper within
Through the way things appear
You're looking into my heart


I'm coming back to the heart of worship
And it's all about You,
It's all about You, Jesus
I'm sorry, Lord, for the thing I've made it
When it's all about You,
It's all about You, Jesus


King of endless worth
No one could express
How much You deserve
Though I'm weak and poor
All I have is Yours
Every single breath


I'll bring You more than a song
For a song in itself
Is not what You have required
You search much deeper within
Through the way things appear
You're looking into my heart


I'm coming back to the heart of worship
And it's all about You,
It's all about You, Jesus
I'm sorry, Lord, for the thing I've made it
And it's all about You,
It's all about You, Jesus


I'm coming back to the heart of worship,
And it's all about You,
It's all about You, Jesus
I'm sorry, Lord, for the thing I've made it
When it's all about You,
It's all about You, Jesus







Quando a música enfraquece
É tudo é retirado
E eu simplesmente venho
Só desejando para trazer,
Algo que é de valor
Que abençoará seu coração

Eu trarei mais que uma canção para você
Já que uma canção
Não é o que você pediu
Você procura muito mais no fundo
Pelas caminho coisas aparecem
Você está olhando em meu coração

Eu estou voltando ao coração de adoração
E está em toda parte você, está em toda parte você,
Jesus,
Eu sinto muito, Deus, para a coisa eu fiz isto
Quando estiver em toda parte você, está em toda parte
você, Jesus,

Rei de valor infinito
Ninguém poderia expressar
Quanto você merece
Embora eu seja fraco e pobre
Tudo que eu tenho são seus
Toda única respiração

Eu trarei mais que uma canção para você
Para uma canção em si mesmo
Não é o que você requereu
Você procura muito mais fundo dentro
Pelas coisas de modo se apareça
Você está olhando em meu coração

Eu estou voltando ao coração de adoração
E está em toda parte você, está em toda parte você,
Jesus,
Eu sinto muito, Deus, para a coisa eu fiz isto
Quando estiver em toda parte você, está em toda parte
você, Jesus,

Eu estou voltando ao coração de adoração
E está em toda parte você, está em toda parte você,
Jesus,
Eu sinto muito, deus, para a coisa eu fiz isto
Quando estiver em toda parte você, está em toda parte
você, Jesus.

Está em toda parte você, está em toda parte você
Está em toda parte você, está em toda parte você
Está em toda parte você, está em toda parte você
Está em toda parte você, está em toda parte você

Eu estou voltando ao coração de adoração
E está em toda parte você, está em toda parte você,
Jesus,
Eu sinto muito, deus, para a coisa eu fiz isto
Quando estiver em toda parte você, está em toda parte
você, Jesus.



Salmo 32

1 Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto.

2 Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não atribui iniqüidade e em cujo espírito não há dolo.

3 Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia.

4 Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio.

5 Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado.

6 Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão.

7 Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento.

8 Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho.

9 Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem.

10 Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá.


11 Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração.



*imagens BING

Jesus I Love You


Norman Hutchins


Verse 1
Not because I?ve been so faithful,
not because I?ve been so good;
You?ve always been there for me
to provide my every need.

You were there when I was lonely,
You were there in all my pain,
guiding my footsteps,
shelter from the rain.

And it was You who made my life complete,
You are to me my everything
and that is why I sing.

Chorus
Jesus I love You because You care,
I couldn?t imagine if you weren?t there.

Verse 2
You are the joy of my salvation,
You?re the peace in my storm.
Your loving arms protect me,
You shelter me from harm.

You are Alpha and Omega,
the beginning and the end,
my strong tower, my dearest and best friend.

And it was You who made my life complete,
You are to me my everything
and that is why I sing.

Chorus

Vamp
Jesus, I love You,
I love You.

Jesus, I love You,
I love You.

Jesus, I love You,
I love You because You care.

Ending
I love You,
I love You,
(because You are You).

What a Friend We Have in Jesus


Joseph M. Scriven

1. What a friend we have in Jesus,
All our sins and griefs to bear!
What a privilege to carry
Everything to God in prayer!
Oh, what peace we often forfeit,
Oh, what needless pain we bear,
All because we do not carry
Everything to God in prayer!

2. Have we trials and temptations?
Is there trouble anywhere?
We should never be discouraged—
Take it to the Lord in prayer.
Can we find a friend so faithful,
Who will all our sorrows share?
Jesus knows our every weakness;
Take it to the Lord in prayer.

3. Are we weak and heavy-laden,
Cumbered with a load of care?
Precious Savior, still our refuge—
Take it to the Lord in prayer.
Do thy friends despise, forsake thee?
Take it to the Lord in prayer!
In His arms He’ll take and shield thee,
Thou wilt find a solace there.

4. Blessed Savior, Thou hast promised
Thou wilt all our burdens bear;
May we ever, Lord, be bringing
All to Thee in earnest prayer.
Soon in glory bright, unclouded,
There will be no need for prayer—
Rapture, praise, and endless worship
Will be our sweet portion there.








sábado, 26 de junho de 2010

EM JESUS


Em Jesus vivendo cada dia
Em Jesus eu tenho alegria
Em Jesus, Oh doce harmonia
Em Jesus desfruto a paz de Deus

Em Jesus na rocha inabalável
Em Jesus no homem incomparavel
Em Jesus no Deus tão adorável
Em Jesus o mal não temerei

Em Jesus a graça é infinita
Em Jesus Oh benção inaudita
Em Jesus eu tenho salvação
Em Jesus não temo o mal e a morte
Em Jesus estou firmado e forte
Em Jesus eu sempre hei de vencer

Gálatas 6.7-8




Não vos enganeis:


de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.


Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna.

10 Mandamentos



Êxodo 20.1-17

Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele (Jo 14.21).

É preciso reconhecer o alcance dos Dez Mandamentos nos dias de hoje, sua abrangência e sua atualidade. Os Dez Mandamentos não foram abolidos, ainda são importantes e necessários. Jesus falou no Sermão do Monte sobre a necessidade de cumpri-los. Disse que devemos aplicá-los em nossa vida, lembrando a profundidade de cada um deles. Jesus disse, por exemplo, que para matar alguém não é preciso cometer um assassinato. Podemos matar uma pessoa com palavras. Matamos alguém quando alimentamos o ódio por esta pessoa em nosso coração.
É importante saber que a lei de Deus expressa nos mandamentos sempre foi algo bom. A intenção dos mandamentos é nos proporcionar direção e dar-nos condição de viver com equilíbrio. A lei de Deus não é má, não é um jugo pesado. A lei torna nossa vida mais agradável, melhor. Vemos tantos problemas no mundo, pois a cada dia o homem tem se esquecido do Criador, a cada instante se afasta daquilo que a Lei de Deus ordena.
Se quisermos nos aproximar de Deus, precisamos nos aproximar daquilo que ele ordena pra nós. Se quisermos ter uma vida abençoada, precisamos guardar os mandamentos do Senhor. Há uma promessa maravilhosa em Deuteronômio 4.40 que diz o seguinte: “Obedeçam aos seus decretos e mandamentos que hoje eu lhes ordeno, para que tudo vá bem com vocês e com seus descendentes, e para que vivam muito tempo na terra que o SENHOR, o seu Deus, lhes dá para sempre”.
A Bíblia ensina o caminho em que devemos andar, nos traz os Dez Mandamentos que são resumidos por Jesus no grande mandamento (“Amarás ao Senhor teu Deus de todo coração e a seu próximo como a si mesmo”). É preciso reconhecer a necessidade de rever nossa vida. Observar os mandamentos de Deus é a direção para o caminho. Cuide para não chamar o mal de bem e o bem de mal.

Abra os meus olhos Senhor, para a Tua verdade.

FONTE:http://revhebertpd.blogspot.com/2010/05/10-mandamentos.html

A Onda - Uma visão perturbadora da Igreja

Por indicação do meu amigo Johnny e também pela leitura de um post no blog do Hermes, estou assistindo ao filme alemão A Onda. Uma visão perturbadora sobre controle, disciplina exagerada, manipulação de um grupo, liderança fascita. Uma das idéias propostas é a eliminação das diferenças.

Isto me assustou muito. Me assustou inclusive pelo que aconteceu ao comentar algo no blog do Hermes. Simplesmente porque eu destaquei o fato de que não devemos padronizar opiniões. Fui rebatido, pois querem que nós cristãos não tenhamos opinião. Ou que nossa opinião seja sempre aquela que é a do crítico.



O filme é muito intenso e com certeza mexe com algumas questãos importantes. A mais forte delas é a idiotice do grupo sem opinião. Nesse ponto sou obrigado a concordar com muitos cristãos que estão decepcionados com lideranças evangélicas brasileiras - que nos impõe uma liderança que se torna inquestionável, blindada, guardada em torres fortes.

Os membros da "Wave" do filme elegeram seu professor como líder. E quem ousou questionar essa "liderança" foi lançado fora da onda. Típico caso de poder do grupo sobre o indivíduo. Muitas denominações tem sobrevivido desta forma: líderes poderosos e carismáticos cegam seus liderredados e os fazem capazes de excluir qualquer um que pense diferente.

O mais triste é que muitos não enxergam, como acontece no filme, que estão fazendo exatamente isto. No caso da Igreja e do Evangelho o mais triste é que ao agir assim estamos descumprindo a Lei de Cristo: amor a Deus e ao outro.

A Onda mostra como o uso de palavras de ordem, gritos de guerra e chavões pode mais desinformar do que produzir forma crítica. No final de tudo, o líder / professor acaba trazendo a tragédia para dentro do movimento (versão alemã do filme). Triste comparação: quantas mortes de cristãos pensantes ainjda teremos em nosso meio, fruto da insensibilidade de líederes e liderados?

Veja o filme, construa sua opinião e seja capaz de conviver com diferentes.

FONTE:http://marcusviniciuscomenta.blogspot.com/2010/06/onda-uma-visao-perturbadora-da-igreja.html

O Panteísmo de Paulo Coelho


O Panteísmo é uma crença que identifica o universo com Deus. Em grego temos pan = tudo, Teos = Deus. Nesta semana na Revista do Globo havia uma matéria de Paulo Coelho sobre Hakone (Japão) e Copacabana. Uma daquelas tentativas do escritor de vender sua espiritualidade de prateleira de supermercado.

Em dado momento o texto sobre Hakone nos conta da cerimônia do chá realizada num pequeno quarto numa montanha maravilhosa. Lá uma mulher vestida a caráter serve o chá com todo os requisitos cerimoniais da tradição japonesa.

Paulo Coelho então tenta nos vender sua versão pop do Panteísmo: a montanha, o chá, a mulher de quimono, os participantes, suas imperfeições cotidianas, tudo isto é trazido para um copo só. E neste copo Coelho afirma que tudo se torna um com o Universo - nos transportando para Deus.

O que este tipo de mensagem tem feito à mente das pessoas? Destaco aqui algumas coisas: uma desvalorização da pessoa única de Deus, que é pessoa, concreta e nunca abstrata; a desvalorização da pessoa de Cristo como caminho que nos conduz ao Criador. Podemos ser conduzidos por uma xícara de chá, uma montanha ou um quimono japonês.

Finalmentea desvalorização da pessoa e obra do Espírito Santo de Deus, o Deus que habita nos homens e os convence de caminhos e rotas que precisam ser trilhadas para honrar a santidade do Altíssimo.

O panteísmo muitas vezes convive com a imagem de um Deus que é tudo somando-se a existência de diversos deuses menores que somados formam um deus único ou consciência única. Uma idéia que fascina pois não obriga o homem a render-se diante de alguém maior que si.

Nosso olhar a cultura não deve ser somente de rejeição e crítica, mas de reflexão e busca de possíveis caminhos para redenção.

Graça e paz, sempre.

FONTE:http://marcusviniciuscomenta.blogspot.com/2010/05/o-panteismo-de-paulo-coelho.html

Juca Kfouri: O ateu à toa.

Juca Responde a Kaka





Fernando Khoury


“O perverso, na sua soberba, não investiga; que não há Deus são todas as suas cogitações”
Salmo10.4




Após ouvir as últimas pérolas do comentarista esportivo Juca Kfouri alfinetando, pela milionésima vez, sua fé em Jesus Cristo, Kaká resolveu se pronunciar.

A indignação de Kaká tem razão de ser. Não é a primeira vez que o jornalista perde tempo precioso na mídia para atacar a fé que jogadores de futebol depositam em Jesus. Em um dos programas do Jô Soares, inclusive, ambos se divertem às custas da fé dos atletas e do seu agradecimento a Jesus Cristo.

São várias as acusações. “Os jogadores colocam Jesus Cristo onde ele não tem que estar”. “Existem lugares apropriados e definidos para se manifestar a crença em Jesus”. “Tá ficando chato toda hora ver jogador levantando a mão pro céu agradecendo a Jesus pelo belo gol ou pela brilhante defesa”. “Essa manifestação dos jogadores é uma forma de tenta enfiar a fé cristã pela minha goela abaixo”. “Agradecer a Jesus durante a partida de futebol é merchandising religioso”.

O que é mais paradoxal no discurso de Juca Kfouri é a energia que ele despende para criticar e censurar algo que ele mesmo acredita não existir. É intrigante como a fé de Kaká incomoda tanto a razão de Juca Kfouri.

Há tanta mazela no mundo em que vivemos para ser denunciada, existe tanta atitude repugnante e suja nos bastidores e nas emissoras de TV para ser delatada, há tantos vícios, orgias e outras promiscuidades no mundo do futebol para serem criticadas, que a escolha da fé em Jesus Cristo para ser alvo de ataque na mídia chega a ser grotesca. É por essas e outras que gosto de dizer que Juca Kfouri, antes de ser um ateu, é um à toa.

Sim, Juca Kfouri é um ateu à toa. À toa não apenas no sentido de alguém que não tem ocupação ou não tem o que fazer, mas principalmente no sentido de alguém que não tem razão. Juca Kfouri condena a fé de Kaká à toa – sem qualquer razão ou justificativa – e à toa – porque sua postura demonstra que não deve ter nada mais importante para fazer ou pensar.

Isso mesmo: Juca usa sua razão para embasar seu ateísmo, e usa seu ateísmo para acusar sem razão.
É um arrogante intelectual que confunde laicidade de Estado com intolerância à fé, desconhecendo até mesmo que o direito que hoje ele possui de não acreditar ou professar fé alguma tem lastro na própria liberdade de convicção religiosa, conquistada pelo sanque de mártires do passado. Assim, se ele condena a liberdade de manifestação de crença, ele está condenando a livre manifestação do seu próprio ateísmo.

E não é só. Vejam que contrassenso: Juca critica e debocha de Kaká por manifestar sua fé através do seu trabalho (futebol), enquanto o próprio Juca faz uso do seu trabalho (jornalismo) para manifestar sua falta de fé e criticar a manifestação das demais. Juca acusa Kaká de colocar Jesus Cristo em lugares inapropriados, onde Ele não está. Ora, fico me perguntando se Kaká também não poderia acusar Juca de manifestar sua falta de fé em lugares inadequados?

O ateu à toa faz uso da liberdade de imprensa para censurar a manifestação da liberdade de religião.
Agora, eu te pergunto: o que é mais racional? O que deve prevalecer? A permissão ao agradecimento de um religioso a Deus de acordo com sua crença ou a proibição às manifestações de fé com base na intolerância e no desconforto de um descrente?

Imagino que grande parte do desconforto de Juca Kfouri se deve à revolta interna que ele sente ao perceber que a razão que motiva sua descrença não tem resposta para a maioria de suas inquietações.
E, muito menos, para explicar a fé e a confiança que as pessoas – sejam elas alfabetizadas e bem informadas como Kaká ou não – têm em Jesus Cristo.

A razão acusadora do ateu à toa não lhe fornece subsídios para entender o que faz com que um homem que diz ter ressuscitado há mais de dois mil anos atrás rompa as barreiras da história, do tempo, do espaço e da evolução científica para influenciar e transformar vidas de pessoas sedentas em pleno século XXI.

O mesmo Jesus que Juca faz questão de negar disse certa vez que a boca fala do que o coração está cheio. Assim fica mais fácil entender o porquê de tantos ataques à fé cristã. É simples: o coração do Juca está cheio de ódio às pessoas que atribuem seus méritos e conquistas a Jesus Cristo.

Ver um jogador de futebol levantando as mãos pro céu após o gol causa náuseas ao ateu à toa, talvez porque ele próprio não tenha pra onde levantar as próprias mãos quando algo de bom lhe acontece. Ouvir um goleiro agradecendo a Jesus Cristo pela defesa realizada deixa o ateu à toa com ânsia de vômito, muito provavelmente porque ele não sabe – e não tem – a quem agradecer por uma conquista. Testemunhar o clamor e a gratidão de uma mãe desesperada pelo consolo que Deus lhe proporcionou quando perdeu seu filho num acidente soa como ignorância para o ateu à toa, porque ele simplesmente não tem a quem recorrer quando a razão não apresenta explicação para as perguntas sem resposta que a vida lhe impõe.

Enquanto isso, Juca Kfouri continua desprezando a alegria infinita que Deus pode e quer oferecer aos homens, como um prisioneiro dentro de uma caverna que, acorrentado à escuridão de sua própria razão, só consegue enxergar através de uma única fresta de luz exterior, julgando ser real aquilo que é apenas uma sombra da verdadeira realidade.

O Deus vivo não é um fenômeno que pode ser explicado ou comprovado por experimentos de laboratório. Deus deve ser sentido pelo coração, e não provado pela razão. Até porque a ciência jamais poderá explicar um Deus que, mesmo sendo todo-Amor, consola com a dor, cura com a ferida, apaga o passado com fogo, fala nos momentos de silêncio e dá a paz com o conflito interior.

Aliás, muitas das presunções dos que se dizem racionalistas e ateus devem ser repensadas sob a lógica das hipóteses que eles mesmos aceitam como verdadeiras. Como diz C. S. Lewis, “se o sistema solar foi criado por uma colisão estelar acidental, então o aparecimento da vida orgânica neste planeta foi também um acidente, e toda a evolução do Homem foi um acidente também. Se é assim, então todos nossos pensamentos atuais são meros acidentes – o subproduto acidental de um movimento de átomos. [...] Mas se os pensamentos deles são meros subprodutos acidentais, por que devemos considerá-los verdadeiros? Não vejo razão para acreditarmos que um acidente deva ser capaz de me proporcionar o entendimento sobre todos os outros acidentes. É como esperar que a forma acidental tomada pelo leite esparramado pelo chão, quando você deixa cair a jarra, pudesse explicar como a jarra foi feita e porque ela caiu”.

Por isso, entre ser escravo de uma razão que nunca vai me libertar e ser amigo e servo de um Deus que me faz livre, fico com a liberdade. Entre ser dependente de uma intelectualidade que me torna cada vez mais arrogante e ser dependente de um Deus que me faz humilde, prefiro a humildade. Entre as presepadas passageiras faladas por Juca Kfouri e as palavras de vida eterna e paz deixadas por Jesus, fico com as de Jesus. Em vez de dar crédito a um ateu que não acredita em Deus, prefiro dar crédito a um Deus que não acredita em ateus. Prefiro ter fé em um Deus que não acredita em “Jucas Kfouris”.

A diferença entre o ateu à toa e Kaká? Para o primeiro, nada na vida é um milagre. Para Kaká, tudo na vida é um milagre. Parafraseando Benjamin Franklin, Kaká acredita no cristianismo da mesma forma que acredita que o sol nasce todo dia. Não apenas porque o vê, mas porque através dele Kaká vê tudo ao seu redor.

E, da minha parte, faço como Kaká: agradeço este texto a Jesus Cristo, porque, sem Ele, eu não posso fazer nada!



Fernando Khoury enviou este artigo ao Genizah

Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2010/06/juca-kfouri-o-ateu-toa.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+Genizah+%28Genizah%29#ixzz0ryRcpHFE
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

Rei das Nações

Grandes são as tuas obras,
Senhor todo-poderoso;
Justos e verdadeiros são os teu caminhos.


Ó, Rei das nações,
Quem não temerá?
Quem não glorificará teu nome?
Ó Rei das nações,
Quem não te loucará?
Pois só teu nome é santo.


Todas as nações virão
E adorarão diante de ti,
Pois os teu atos de justiça se fizeram manifestos.


sexta-feira, 25 de junho de 2010

Jesus Is Love



Father
Help Your children
And don't let them fall
By the side of the road, mmm...mmm...

And teach them
To love one another
That Heaven might find
A place in their hearts

'Cause Jesus is love
He won't let you down
And I know He's mine forever
Oh, in my heart

We've got to walk on
Walk on through temptation
'Cause His love and His wisdom
Will be our helpin' hand

And I know the Truth
And His words will be our salvation
Lift up our hearts
To be thankful and glad

That Jesus is love
He won't let you down
And I know He's mine
Deep down in my soul

Jesus is love
Oh, yes, He is
He won't let you down
And I know He's mine, He's mine, He's mine, He's mine, all mine
Forever, oh, in my heart
Help me, heart, heart
Ooh...ooh...

(Deep in my heart)
I know, I know, I know, I know
Ah, 'cause His love's the power (Power)
His love's the glory (Glory)
Forever (Ever and ever)

Ooh, yeah (Yeah, yeah)
Ooh, yeah (Yeah, yeah)
Ooh, yeah, yeah (Yeah, yeah)

I wanna follow your star
Wherever it leads me
And I don't mind, Lord
I hope you don't mind

I wanna walk with you
And talk with you
And do all the things you want me to do
'Cause I know that Jesus

(Jesus is Love, I know) 'Cause I know, Lord
(And if you ask, I'll show)
(Love is the word forever) And ever and ever

Who can bring you love (Jesus)
Who can bring you joy (Jesus)
Who can turn your life around (Jesus), oh

Ooh, yeah (Yeah, yeah)
Yeah (Yeah, yeah)
Hey

Who will pick you up (Jesus)
When you fall (Jesus)
Who'll stand beside you (Jesus)
Who will love us all

Hey, hey, Jesus (Yeah, yeah)
Jesus (Yeah, yeah)
Oh, yeah (Yeah, yeah)

One thing I wanna say
Who can heal your body (Jesus)
Who can make you strong (Jesus)
Who can help you to hold out (Jesus)
A little while longer

Ooh, yeah (Yeah, yeah)
Yeah (Yeah, yeah)
Jesus loves you (Yeah, yeah), Jesus wants you
If you call Him, He will answer

(Jesus) Call him in the mornin'
(Jesus) Call him in the evenin'
(Jesus) Call him in the midnight hour

Hey, hey (Yeah, yeah)
Yeah (Yeah, yeah)
Yeah, yeah (Yeah, yeah)
Yeah, y'all say it for me

(Jesus is love)

http://www.youtube.com/watch?v=VKUTmluBNU8

O lixo nosso de cada dia e a Lei de Lavoisier - O lixo não se desmancha no ar


Lei de Lavoisier é fundamental para a consciência ambiental: "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."
Cena comum em cidades brasileiras: pessoas lançam lixo da janela de seus carros, em pleno movimento. É como se tudo que passasse pela janela de um carro fosse capaz de desaparecer: bituca e maços de cigarro, sacos plásticos, papéis, cascas de frutas, latas de cerveja. O comportamento de desrespeito com o meio ambiente e a falta de urbanidade leva ao entupimento de bueiros e bocas-de-lobo; à proliferação de pragas e doenças; ao assoreamento dos córregos e sistemas de drenagem, e às inundações, e vitimam os habitantes e a sustentabilidade das cidades.

O mesmo pode ser observado nos cursos d’água. Eles são o destino final de pneus velhos, sofás, restos de mobília, lixo doméstico. É como se, por um milagre, as águas pudessem fazer tudo sumir. Indústrias e até países fazem o mesmo ao enterrar seus resíduos sólidos e o lixo atômico. É como se ao “esconder” o lixo, as sucatas e os resíduos, com uma camada de terra ou na profundidade de minas abandonadas, tudo desaparecesse ou fosse digerido pelas entranhas da Terra.

Pior ainda são as administrações municipais e estaduais. Elas coletam o esgoto das casas e indústrias e, depois, em muitos casos, o lançam nos rios e oceanos sem tratamento. Os cursos d’água são considerados um enorme depósito, um digestor natural de matérias cloacais. O mesmo ocorre com os poluentes gasosos.

A fumaça das chaminés das fábricas, das queimadas agrícolas, dos carros, ônibus e caminhões é lançada aos céus, com uma espécie de crença: um pouco de vento e tudo vai se diluindo e se dispersando. Fala-se em “condições favoráveis ou desfavoráveis à dispersão dos poluentes”, mas não em seu desaparecimento. Poluentes dispersam-se para onde?

“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” Essa frase ainda é pouco conhecida no Brasil. Ela poderia e deveria ser a base de todos os cursos de educação ambiental. Ela resume, filosoficamente, a chamada Lei da Conservação de Massas, enunciada por volta de 1.774 pelo químico francês Antoine Lavoisier, hoje mundialmente conhecida como Lei ou Princípio de Lavoisier. Ele foi um dos pais da química moderna e muito contribuiu para afastar essa nova ciência das crenças sem fundamento da alquimia. Preocupado em utilizar métodos quantitativos, Lavoisier usava balanças de grande precisão em suas atividades experimentais. Diz-se que “com três balanças, ele separou a química da alquimia”. Conforme ele demonstrou, durante o processo químico há somente a transformação das substâncias reagentes em outras substâncias, sem que haja perda nem ganho de matéria. Os átomos das substâncias reagentes são encontrados, embora combinados de outra forma, nas moléculas dos produtos.

O oxigênio, do qual se sente falta no ar poluído das cidades, foi descoberto por Lavoisier ao estudar reações ácidas. Foi ele quem lhe deu esse nome, que significa gerador de ácidos. O químico francês realizava experiências sobre a combustão e a calcinação de substâncias. Observou que o peso dos óxidos resultantes dessas reações era sempre maior que o das substâncias originalmente usadas. Então demonstrou a presença do gás oxigênio no ar e sua participação nos processos de respiração, combustão, oxidações e diversas reações químicas. Ele também descobriu, nomeou e descreveu as características do nitrogênio, do hidrogênio e do gás carbônico.

A Lei de Lavoisier
Governos, prefeituras, ONGs e entidades ambientalistas recebem aplausos ao anunciar programas e financiamentos para a limpeza de um rio, uma lagoa, um parque, um porto ou até uma baía. Mas cabe sempre a pergunta: onde vão colocar o lixo retirado? Ele não vai desaparecer. Para muitos, o importante é que a cidade pareça limpa e o meio ambiente, sem resíduos. Sem se preocupar com as conseqüências de resíduos acumulados e “escondidos” em algum lugar. Poucos se interrogam sobre a real necessidade de gerar tantos resíduos e sobre o destino final do lixo e efluentes. A dona de casa usa os mais diversos produtos químicos para que a sua residência e as roupas estejam limpas, sem questionar o destino final desses efluentes domésticos.

O lixo deve ser coletado das ruas, mas onde vai parar? Desaparece ao ser tragado na caçamba do caminhão de lixo? Ensinar o Princípio ou a Lei de Lavoisier aos estudantes é dar-lhes uma base sólida para progredir, com racionalidade, na busca de um mundo mais sustentável. O princípio aplica-se à nossa vida, aos nossos corpos e a todos os ecossistemas. Constantemente renova-se a matéria de que somos constituídos, pela troca de átomos, por meio dos nutrientes que ingerimos. As plantas retiraram esses nutrientes dos solos. Nossos antepassados aprenderam a fertilizar os solos agrícolas com os resíduos de suas casas e de seus animais, como num ciclo.

Em Ecologia é errado falar de fluxo de matéria e energia. Fluxo de energia, sim, mas de matéria são ciclos (ciclos biogeoquímicos). Por isso, também é errado, mesmo se com boas intenções, fazer afirmações alarmistas do tipo: a água do mundo está acabando! Não somos capazes nem de criar quantidades significativas de água nem de fazê-la desaparecer. A água torna-se escassa em conseqüência do aumento da demanda ou do uso inadequado. Ela fica imprópria ao consumo humano e animal devido à poluição, mas é a mesma quantidade de água existente no planeta, há milhões de anos.

Durante a barbárie da chamada Revolução Francesa, Lavoisier foi acusado de “inimigo do povo”. O revolucionário Marat, recusado por Lavoisier na eleição para a Academia de Ciências, vingou-se dissolvendo as sociedades científicas. Os cientistas de toda a Europa enviaram uma petição aos juízes para que poupassem a vida de Lavoisier, em respeito a seu valor científico. O sinistro Jean-Baptiste Coffinhal, servidor do Tribunal Revolucionário e da Comuna de Paris, recusou o pedido com a frase: “A França não precisa de cientistas”. Lavoisier foi guilhotinado no dia 8 de maio de 1794. A Revolução Francesa trouxe um período de obscurantismo, tirania e terror. O matemático Lagrange sobreviveu a Lavoisier, e declarou: “Não bastará um século para produzir uma cabeça igual à que se fez cair num segundo”.
O Terror e a Revolução Francesa passaram e os ensinamentos de Lavoisier não se perderam. Eles servem de base, até hoje, aos princípios de sustentabilidade e das ciências modernas. A Terra não é um reservatório inesgotável nem um depósito capaz de receber infinitos resíduos. Ela deve ser tratada como um organismo único e fechado em termos de matéria, como na hipótese Gaia, mesmo que ela seja um sistema aberto, em termos energéticos, alimentado pelo Sol. A ciência e a razão devem combater os mitos e as mistificações, mesmo quando são pretensamente ecológicos, revolucionários ou a favor do meio ambiente. A sustentabilidade ambiental exige um comportamento responsável dos cidadãos, comunidades, empresas, governos e líderes: reduzir os desperdícios, aprendendo sempre a reutilizar e reciclar. Esse sempre foi um dos segredos do sucesso da manutenção da vida em nosso planeta.

Texto extraído da Revista Carta na Escola

FONTE:http://alquimistaspontocom.blogspot.com/2010/06/natureza-planeta-sustentabilidade-lixo.html

For Who You Are


Hillsong Music Australia



Standing here in Your presence
Thinking of the good things You have done
Waiting here patiently
Just to hear Your still small voice again

Holy, righteous, faithful to the end,
Saviour, healer, redeemer, and friend

I will worship You for who You are
I will worship You for who You are
I will worship You for who You are
Jesus

My soul secure
Your promise sure
Your love endures always

http://www.youtube.com/watch?v=9Q5zmcw8O4E&feature=related

Eu Preciso de Ti


Comunidade Evangélica de Maringá




Eu preciso de Ti (2X)

Tu és como chuva sobre min

Renovando o meu coração



Eu olho para Ti (2X)

Tu és o rei de toda a terra

Puseste vida no meu coração

Só quero estar contigo Senhor



Santo, Santo é o Senhor

Rei da glória

Pra sempre, sempre salvador



Pode o monte se abalar

Pode o mar se revoltar

Tu não me deixaras cair

Puseste-me nas chagas de tua mão



Maravilhoso Tu és Jesus

Eu te amo eu te adoro eu te louvo


http://www.youtube.com/watch?v=PQWYKUcZI_g

Em Adoração


EM ADORAÇÃO
EU ME RENDO A TI
TU ES COMO UM RIO
RIO DE ÁGUAS VIVAS

FLUI DENTRO DE MIM
ES MANANCIAL
FONTE INESGOTÁVEL
TRAZ VIDA AO CORAÇÃO

EM ADORAÇÃO
EU ME RENDO A TI
TU ES COMO UM RIO
RIO DE ÁGUAS VIVAS

FLUI DENTRO DE MIM
ES MANANCIAL
FONTE INESGOTÁVEL
TRAZ VIDA AO CORAÇÃO

COMO REI DAVI
QUERO TI LOUVAR
MINHA ALMA CANTA A TI SENHOR
EM ADORAÇÃO

DIGNO ÉS DE LOUVOR
MAJESTADE SANTA
MEU PRAZER E TI DIZER
TI AMO Ó SENHOR


EM ADORAÇÃO
EU ME RENDO A TI
TU ES COMO UM RIO
RIO DE ÁGUAS VIVAS

FLUI DENTRO DE MIM
ES MANANCIAL
FONTE INESGOTÁVEL
TRAZ VIDA AO CORAÇÃO

COMO REI DAVI
QUERO TI LOUVAR
MINHA ALMA CANTA A TI SENHOR
EM ADORAÇÃO

DIGNO ÉS DE LOUVOR
MAJESTADE SANTA
MEU PRAZER E TI DIZER
TI AMO Ó SENHOR

COMO REI DAVI
QUERO TI LOUVAR
MINHA ALMA CANTA A TI SENHOR
EM ADORAÇÃO

DIGNO ÉS DE LOUVOR
MAJESTADE SANTA
MEU PRAZER E TI DIZER ...

TI AMO Ó SENHOR
TI AMO Ó SENHOR

http://www.youtube.com/watch?v=QoOTMR5wVWU&feature=related

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Projeto Cidade Viva


A igreja de Jesus Cristo possui a mais poderosa mensagem do mundo, o evangelho, que conduz à vida eterna e liberta o homem das cadeias do pecado e da morte. Por isso, é tempo de voltarmos à integridade da missão cristã, onde o compartilhar do evangelho, une-se de maneira profunda e intencional a ações que promovam mudanças nos contextos individuais e sociais que nos cercam, pois somos o sal da terra e a luz do mundo.

Para cumprirmos tais propósitos, surge a Cidade Viva, projeto de missão integral, a ser realizado em uma área de 150 hectáres na cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, um dos estados mais pobres do Brasil.

Na Cidade Viva haverá centros de reabilitação para dependentes químicos, abrigos para idosos e para menores abandonados, centros de profissionalização para jovens carentes, centro de treinamento missionário, ginásio poli esportivo, posto de saúde, centro de adoração e comunhão, além de outros equipamentos voltados ao cumprimento da missão dada pelo Senhor.

O primeiro equipamento, que já está funcionando, é o centro de recuperação para dependentes químicos, que abrigará até 80 pessoas em tratamento. Lugar onde há atividades relacionadas ao aprendizado da palavra de Deus, bem como terapias ocupacionais ligadas à música, à pintura e à agricultura.

...

Uma nova melodia está no ar, uma melodia de amor, graça e esperança. Uma melodia que expressa a Palavra, a eterna Palavra de Deus, o Senhor da Cidade Viva.




MISSÃO

Conduzir pessoas a um relacionamento autêntico com Jesus Cristo, para que vivam com dignidade e sejam frutíferas no Mundo.


VISÃO

Ser uma igreja que viva o cristianismo bíblico, capaz de influenciar João Pessoa, a Paraíba, o Brasil e o mundo.






CONHEÇA VOCÊ TAMBÉM ESSE PROJETO QUE NASCEU NO CORAÇÃO DE DEUS
http://www.cidadeviva.org

Liturgia do Terror


Eder Barbosa de Melo


Durante anos da minha vida fui legalista, deixei-me ludibriar pelo coronelismo sutil eclesiástico, fui, por alguns momentos, marionete de lideranças empreendedoras, abri mão de algumas convicções em virtude de alcançar uma verdade absoluta.

Ingênuo, esforçava-me para se manter digno, uniforme e disposto a me consumir por inteiro em favor do que eu julgava ser uma obrigação do Reino de Deus. Meu desejo de colocar a mão no arado, levou-me a conviver com muitos líderes, e logo pude perceber que os bastidores das igrejas me reservavam surpresas desagradáveis.

Para desgosto alheio, desde o início da caminhada ansiava devorar a Bíblia. Li quase toda, e com o tempo, fui conhecendo as suas verdades santas e libertadoras, estas foram me lapidando, ensinando-me a genuína essência de santidade.

Percebia, mas não queria acreditar que o empreendedorismo ali buscava poder temporal, e que as “verdades absolutas” eram relativizadas, deturpadas pelo farisaísmo político.

Quando consegui me desvencilhar das teias da religiosidade, fui amaldiçoado, caluniado e perseguido. Esforço vão. Não voltaria atrás, destruí a ponte; Einstein ensina que a mente que se abre a uma nova idéia não voltará ao seu tamanho anterior.

Mas tais experiências me deixaram cicatrizes na alma. Há muitas desventuras em minha caminhada cristã que preferia esquecer, no entanto, confesso que, hoje, posso enxergar e agradecer por um propósito maior do meu Senhor em minha vida. Vivo unicamente pela graça. Alguns questionamentos insistem em me atravancar, mas me esforço para ser guiado pela fé e não pelas aparências.

Por que tantos cristãos ainda se submetem ao jugo das pseudo-lideranças? Essa questão me faz lembrar o enredo de um filme do diretor M. Night Shyamalan, A Vila (The Vilage), de 2004. Bem arquitetada, a trama fala sobre uma comunidade que vive reclusa num pequeno vilarejo, liderados por uma espécie de assembléia, que tomava as decisões.

Frequentemente, eram assolados por demônios, dos quais nem podiam citar o nome, conhecidos como “aqueles que não mencionamos”. Todos eram obrigados a se esconder, num clima de suspense total, eram noites de pavor.

O desfecho da história é surpreendente, nos incita a repensar sobre a possibilidade de vivermos uma grande farsa. Pior: revela que muitas vezes, para sustentar nossas falácias, somos capazes de promover o terror. Somos capazes de acreditar nas próprias mentiras. Somos capazes de exceder todos os limites.

Os justos líderes intencionavam apenas poupá-los das tragédias da vida. Mas como fugir do inevitável? Como sustentar um paradigma cujo alicerce é o medo...

É lastimável perceber que muitas igrejas se edificam promovendo uma espécie de terrorismo espiritual e moral. Cristãos que demonizam tudo em sua sociedade e cultura, instruídos por parasitas, que conhecem a verdade, mas subjugam o povo com seus dogmas desprezíveis e sua espiritualidade infame, promovendo o pânico.

Minhas frustrações, não me destruíram, nem me tornaram insubmisso. Me fizeram repensar a minha fé, aumentaram minhas utopias e minhas responsabilidades. Quando torno essa experiência pública, sei que poderá servir de embaraço aos neófitos, mas também de consolo para quem deseja viver para Deus, ou já vivenciou situações parecidas. Quero simplificar!

Há cristãos sinceros, líderes amorosos, comunidades que são como família.

No filme, era cego guiando outro cego, literalmente. Mas tinha gente que enxergava com o coração... Jean-Paul Sartre, escritor francês, já disse que "o inferno são os outros", mas muitas vezes nossos inimigos somos nós mesmos, nossos fantasmas nos atormentam porque têm a nossa permissão – e até gostamos.

Quero manter distância da espiritualidade do caos, me permitirei guiar pelas veredas da justiça, quero ter minha fé aperfeiçoada, também não quero correr tanto em vão. Amarei a Palavra do Senhor. Continuarei servindo a Deus com intensidade e amor.

“O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei? Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram. Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria...”. Salmos 27:1-3a

- assista ao trailer de “A vila”, aqui :http://www.youtube.com/watch?v=PYKUkrqAjl0

Fonte: http://www.genizahvirtual.com