quarta-feira, 29 de junho de 2011

Meu Pai Sabe - M. Lloyd-Jones



Nosso Senhor diz: «Pai nosso que estás nos céus»; e o apóstolo Paulo diz: «O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo» . . . E de vital importância, quando oramos a Deus e O chamamos Pai nosso, que nos lembremos. . . da Sua grandeza e majestade, e do Seu poder absoluto. . . que recordemos que Ele sabe tudo a nosso respeito. Diz a Escritura: «Todas as cousas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas». . . 

Não é de admirar que, quando escreveu o Salmo 51, Davi dissesse, na angústia do seu coração: «Eis que te comprazes na verdade no íntimo». Se você quer ser abençoado por Deus, terá que ser absolutamente honesto, terá que aperceber-se de que Ele sabe todas as coisas, e que não há nada escondido dEle. . . como o sábio que escreveu o livro de Eclesiastes coloca a questão, é de vital importância que, quando oramos a Deus, nos lembremos de que «Deus está nos céus, e nós na terra».


Devemos lembrar então a santidade de Deus, Sua justiça, Sua total e absoluta retidão. . . toda vez que nos aproximamos dEle, devemos fazê-lo «com reverência e santo temor; porque o nosso Deus é fogo consumidor» (Hebreus 12.28,29).


Essa é a maneira de orar, diz Cristo. . . nunca separar estas duas verdades. Lembre-se de que você está se aproximando do todo-poderoso, eterno, sempre bendito e santo Deus. Mas lembre também que o mesmo Deus, em Cristo, tornou-se seu Pai, que não apenas sabe todas as coisas a seu respeito porque Ele é onisciente, mas também sabe todas as coisas a seu respeito no .sentido de um pai que tudo sabe sobre seu filho. . . Junte estas duas coisas. Deus, em Sua onipotência, olha para você com santo amor e conhece cada uma de suas necessidades. . . 

Nada Ele deseja tanto como abençoá-lo, e que você seja feliz, alegre e próspero. Depois, lembre-se disto, que Ele «é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos, ou pensamos». Como seu «Pai está nos céus», Ele está muito mais disposto a abençoá-lo do que você por ser abençoado. E também não há limite a Seu poder absoluto.
    Sudies in the Sermon on the Mount, ii, p. 55,6

Nenhum comentário:

Postar um comentário