domingo, 31 de julho de 2011

Meribá ou Refidim?

"Quando Moisés levantava as mãos, Israel prevalecia"
Êx 17:11

Meribá significa contenda, murmuração. No livro de Êxodo, cap 17, é citado como sendo um lugar, situado no deserto de Sim, a caminho para o monte Horebe.Também é chamado de Massá. Recebeu estes nomes, após terem acampado ali os israelitas. O lugar é muito seco, sem fontes de água, por esse motivo, "murmuraram e contenderam contra Moisés" (v.2)

O interessante, é que Meribá, fica também em Refidim: "Acamparam em Refidim; e não havia água para o povo beber" Ex 17:1. E qual o significado de Refidim? Refrigério. Um lugar, que deveria ser de descanso, nunca de contenda. Como de descanso, se não havia água? Deus, poderia fazer jorrar água de onde Ele bem entendesse: Do céu (em forma de chuva), das rochas ( o lugar é pedregoso), do solo, enfim, água não seria problema para quem já havia aberto o mar, realizado sinais e maravilhas na terra do Egito, feito maná cair do céu. Mas... Os Israelitas, esqueceram cedo, quem era Deus. Murmuraram, reclamaram para Moisés, desejaram o Egito.

Em Refidim:"Moisés, estamos cansados da viagem, quase chegando ao Horebe, com sede. Por aqui, não tem água. Não tem problema, temos um Deus que tudo pode. Vamos nos deitar e descansar. Confiando que teremos água para beber com estes manás, que colhemos pela manhã. Não estamos em condições de cantar e dançar para Deus, mas vamos louvá-lo baixinho com orações de gratidão". Que maravilha, seria! Já vejo as fontes de água, jorrando do solo!! Não! Os israelitas, foram ingratos! Se voltaram contra Deus e o líder enviado por Ele! Refidim deveria ficar na história!!Não Meribá!!!

"Provei-te nas águas de Meribá" Sl 80:7.

Somos tão falhos, pequenos, quanta facilidade para esquecer, quanta dificuldade para lembrar. Quantas vezes, já troquei Refidim por Meribá? Quando não conhecia a Deus, muitas vezes. Deus, me fazendo mil coisas, mas, quando uma delas, não saia do meu agrado, murmurava. Pobre de mim! Miserável homem que eu era! Concentrava minha vida nas perdas, esquecia, as muitas bençãos. Mas, aleluia! Quando o amor de Deus entrou em meu coração, percebi o quanto era infiel. Rejeito Meribá. Ainda que me doa. Porque sei que O Deus que me transformou, é capaz de converter sequidão em rios correntes. Sei, que Ele, nunca, jamais me esquecerá.

"Eis que os olhos do Senhor, estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia" Sl 33:18.

Há Batalha em Refidim- Foi em Refidim, que aconteceu a primeira guerra contra Israel. Os Amalequitas tentaram destrui-los: "Então veio Amaleque, e pelejou contra Israel em Refidim" (Êx 17:8). E o que fez Moisés? Murmurou, fugiu, reclamou: "Senhor, achas pouco não ter água, ainda mando-nos estes inimigos?" Não! Moisés, reuniu forças, organizou a batalha e foi para o cume do monte. Com as mãos levantadas para o céu, e a vara de Deus, em suas mãos: "Quando Moisés, levantava suas mãos, Israel prevalecia, quando abaixava as suas mãos Amaleque prevalecia" Êx 17: 11. Como explicar a atitude de Moisés? Mãos levantadas: louvor a Deus, fé, providência. Mãos para baixo: desânimo, murmuração.

Que nome Moisés deu a Refidim? "Moisés, edificou um altar e chamou o seu nome: O Senhor é minha bandeira" Êx 7:15. Aleluia! Um mesmo lugar pode trazer vitória ou derrota. Alegria ou tristeza. Benção ou maldição. Os Amalequitas, representam nossos inimigos. visíveis ou invisíveis. E Deus falou: "Porquanto jurou o Senhor, haverá guerra do Senhor contra Amaleque de geração em geração"Êx:17:16. O que isto significa? Enquanto vivermos, enfrentaremos "Amalequitas". A boa notícia, é que de mãos levantadas, eles não prevalecerão contra nós. Ainda que por algum motivo, cheguemos a "baixar as mãos". O importante, é não permanecer de "mãos abaixadas".

Venceremos, se não nomearmos Refidim de Meribá (com murmurações e contendas). Mas, se em Refidim, edificarmos um altar"O Senhor é a minha bandeira". Amém.

Por: Wilma Rejane

Citações: Bíblia Sagrada


What A Friend We Have In Jesus


  1. What a friend we have in Jesus,
    All our sins and griefs to bear!
    What a privilege to carry
    Everything to God in prayer!
    Oh, what peace we often forfeit,
    Oh, what needless pain we bear,
    All because we do not carry
    Everything to God in prayer!
  2. Have we trials and temptations?
    Is there trouble anywhere?
    We should never be discouraged—
    Take it to the Lord in prayer.
    Can we find a friend so faithful,
    Who will all our sorrows share?
    Jesus knows our every weakness;
    Take it to the Lord in prayer.
  3. Are we weak and heavy-laden,
    Cumbered with a load of care?
    Precious Savior, still our refuge—
    Take it to the Lord in prayer.
    Do thy friends despise, forsake thee?
    Take it to the Lord in prayer!
    In His arms He’ll take and shield thee,
    Thou wilt find a solace there.
  4. Blessed Savior, Thou hast promised
    Thou wilt all our burdens bear;
    May we ever, Lord, be bringing
    All to Thee in earnest prayer.
    Soon in glory bright, unclouded,
    There will be no need for prayer—
    Rapture, praise, and endless worship
    Will be our sweet portion there.






sábado, 30 de julho de 2011

He Knows My Name









I have a Maker
He formed my heart
Before even time began
My life was in His hands


He knows my name
He knows my every though
He sees each tear that falls
And hears me when I fall


I have a Father
He calls me His own
He'll never leave me
No matter where I go


He knows your name
He knows your every thought
He sees all those tears that fall
And He'll hear you when you call


Jesus, Tu és Bom



Meu Jesus, Tu és bom;
Tu és tudo pra mim!
Foste morto, mas vives em mim.
Tu mereces louvor,
ó cordeiro de Deus!
Tu és tudo, sim, tudo pra mim!

Quero a ti dar louvor,
pois és rei sobre reis;
tu és tudo, mas nada eu sou.
Enche o meu coração
de ternura e paz.
Honra eterna e glória te dou.

O teu nome é amor,
pois tu amas a mim.
E eu quero andar neste amor.
Triunfante, estou,
confiando, em ti,
meu Jesus, grande consolador.

Ó ungido de Deus,
traze paz e perdão.
Salvação, vida, tens para os teus.
Que mensagem do céu
e de transformação,
enviada do trono de Deus!






sexta-feira, 29 de julho de 2011

Salmos 116


Amo ao SENHOR, porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica.

Porque inclinou a mim os seus ouvidos; portanto, o invocarei enquanto viver.

Os cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza.

Então invoquei o nome do SENHOR, dizendo: O SENHOR, livra a minha alma.

Piedoso é o SENHOR e justo; o nosso Deus tem misericórdia.

O SENHOR guarda aos símplices; fui abatido, mas ele me livrou.

Volta, minha alma, para o teu repouso, pois o SENHOR te fez bem.

Porque tu livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés da queda.

Andarei perante a face do SENHOR na terra dos viventes.

Cri, por isso falei. Estive muito aflito.

Dizia na minha pressa: Todos os homens são mentirosos.

Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito?

Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do SENHOR.

Pagarei os meus votos ao SENHOR, agora, na presença de todo o seu povo.

Preciosa é à vista do SENHOR a morte dos seus santos.

O SENHOR, deveras sou teu servo; sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras.

Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor, e invocarei o nome do SENHOR.

Pagarei os meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo,

Nos átrios da casa do SENHOR, no meio de ti, ó Jerusalém. Louvai ao SENHOR.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

ATÉ QUANDO SENHOR?


Mensagem

texto base: salmo 74:10



VEJA  PREGAÇÃO COMPLETA


 NO LINK ABAIXO




Faleceu um entre os Santos: John R. W. Stott


Como Augustus escreveu semana passada, morreu Amy Winehouse, uma inglesa de grande influência no mundo pop. Morreu, supostamente, de overdose, aos 27 anos. Ainda não há um laudo, mas, pela sua vida, ninguém acredita que seja diferente disso. Muitas vezes apareceu em público sob a influência de drogas e pelo que vemos na televisão muitos de seus fãs encontram-se profundamente enlutados. O mundo lamenta uma morte trágica.

Morreu hoje( Julho 27 ), aos 90 anos, John R. W. Stott, outro inglês de grande influência, mas na contra-cultura pop. Nascidos no mesmo país, no mesmo século mas em universos diferentes (lembrando do livro de James Sire, O universo ao lado no qual mostra que universos diferentes são concebidos de acordo com a visão de mundo do indivíduo). 

Amy celebrou o hedonismo do seu universo e espalhou aquilo que recebeu de seu tempo. Stott celebrou a santidade e uma vida simples, olhando para um universo completo e cheio da graça de Deus (Conheci a casa de Stott e ali fiz duas refeições simples e singelas, preparadas por ele mesmo. Ele mostrou, com grande entusiasmo, os slides de um esporte radical que praticava: ver pássaros in natura! Escreveu um livro chamado The Birds our Teachers, ilustrado com fotos que ele mesmo tirou).

Amy levou uma vida regrada a bebida, drogas e sexo pregando este estilo de vida pela sua música. Stott pregou a centralidade de Cristo, a vida de Cristo e a obra de Cristo. (Em 1985 estudei no London Institute for Contemporary Christianity e tive aulas de hermenêutica bíblica com Stott. Ele me ensinou que o pregador crente deve viver em busca de integridade hermenêutica, respeitando o autor divino e o autor humano das Escrituras.) 

A mídia noticiou incansavelmente a morte de Amy, mas duvido que a notícia da morte de Stott saia em mais do que alguns noticiários pontuais no exterior. Mais uma evidência de que este homem, capelão da rainha da Inglaterra, era contra-cultura. 

No dia 06 de outubro de 1985 fui participar do culto em All Souls Church, onde Stott era pastor emérito. Ele pregou nos primeiros versos de Hebreus, "Jesus, a palavra final". Lembro-me de ter vertido lágrimas diante da clareza, simplicidade e autoridade com que expôs a Escritura. Hoje ouvi novamente o mesmo sermão, lágrimas me vieram mais uma vez (http://allsouls.org/Media/Player.aspx?media_id=50218&file_id=53536). Eis o esboço:

1. Cristo e a Palavra: Ele é a Palavra de Deus, completa e final.

2. Cristo e a criação: Ele é o agente, o sustentador e o herdeiro, o Cristo cósmico, o alfa e o ômega.3. Cristo e o Pai: Ele irradia a glória de Deus: idêntico em natureza e essência; Ele é o selo da natureza de Deus: distinto em pessoa.4. Cristo e a Salvação: veio para lidar com pecados, purificar dos pecados e cumprir uma obra perfeita, a justiça perfeita de um Deus justo!Aplicação: este é o seu Cristo? Ele é único ao revelar e salvar. Quem entende isto, sabe que não pode recorrer a mais ninguém. Esta era a tentação dos Hebreus que receberam carta. Nós precisamos voltar a esta visão bíblica de Cristo. É o caminho para este mundo sincretista e pluralista. Nunca esqueça, não há outra revelação. Não há nada que possa substituir, melhorar ou ser acrescentado à revelação no Verbo encarnado. Depois que vemos a Cristo, não há outra coisa no que possamos crer. Nunca esqueça, não há outra salvação: Ele é completo, singular. Não há outro em que se possa encontrar salvação. Ele também é salvador singular. Sem Cristo não há revelação e não há salvação. Ele é "hapax", de uma vez por todas... Deus não tem mais a dizer do que Ele já disse nesse salvador. Crer nisto é ser cristão evangélico.Que o Senhor nos abençoe com homens abençoados como foi Stott para a glória dEle. Os céus celebram a chegada de um feito santo pelo sangue de Cristo.


[DEVOCIONAL] John Piper – Você Tem Somente uma Vida Preciosa




por John Piper
A Televisão é uma Parte Imensa Dessa Vida?
Se todas as variáveis são iguais, a sua capacidade de conhecer a Deus talvez diminuirá profundamente em proporção a quanto tempo você assiste à televisão. Há várias razões para isto. Uma das razões é que a televisão reflete nossa cultura em sua maior trivialidade. E uma dieta permanente de trivialidade arruína a alma. Você se acostuma com ela. Começa parecendo normal. Aquilo que é tolo se torna divertido. E o divertido se torna agradável. E o agradável se torna satisfatório à alma. E, no final, a alma que é criada para Deus, desceu ao ponto de satisfazer-se comodamente em trivialidades.
Talvez isto não seja percebido, porque, se tudo o que você conhece é a nossa cultura, não pode perceber que há alguma coisa errada. Quando se lê apenas revistas em quadrinhos, não é de se estranhar que não haja qualquer boa literaturaem casa. Quem vive onde não há estações, não sente saudades das cores do outono. Quem assiste a cinqüenta comerciais de televisão, todas as noites, talvez esqueça que existe uma coisa chamada sabedoria. Na maior parte de sua programação, a televisão é trivial. Raramente ela inspira grandes pensamentos ou fortes sentimentos com vislumbres de grandes verdades. Deus é a Realidade absoluta e suprema, que modela todas as coisas. Se Ele obtém algum tempo de transmissão, é tratado como uma opinião. Não há reverência. Não há tremor. Deus e tudo que Ele pensa a respeito do mundo está ausente da televisão. Alienadas de Deus, todas as coisas se encaminham a ruína.
Pense em quão nova é a televisão. Nestes 2.000 anos de história desde a vinda de Cristo, a televisão tem moldado apenas os últimos 2,5% dessa história. Nos outros 97,5% do tempo desde a vinda de Jesus, não havia televisão. E, durante 95% desse tempo, não havia rádio. O rádio entrou em cena no início dos anos 1900. Portanto, durante 1.900 anos de história cristã, as pessoas gastaram seu tempo livre fazendo outras coisas. Perguntamos a nós mesmos: o que elas fizeram? Talvez liam mais. Ou conversavam mais sobre as coisas. Com certeza, elas não foram bombardeadas com trivialidades prejudiciais à alma, transmitidas durante todo o dia.
Você já perguntou: “O que poderíamos fazer que é realmente de valor, se não assistíssemos a televisão?” Observe: não estamos refletindo apenas sobre o que a televisão nos faz com seus rios de vacuidade, mas também sobre o que ela nos impede de fazer. Por que você não faz uma experiência? Faça uma lista do que você poderia realizar, se usasse o tempo que gasta assistindo a televisão e o dedicasse a outra coisa. Por exemplo:
1. Você poderia ser inspirado a uma grande realização por aprender sobre a vida de Amy Carmichael, uma mulher nobre e piedosa, e sobre a coragem dela ao servir sozinha às crianças da Índia. De onde vêm esses sonhos radicais? Não vêm de assistirmos à televisão. Abra sua alma para que ela seja dilatada por meio de uma indescritível vida de consagração a uma grande causa.
2. Você poderia ser inspirado pela biografia de um homem de negócios, ou de um médico, ou de uma enfermeira, para obter a habilidade de abençoar outros com a excelência de uma profissão dedicada a um alvo mais elevado do que qualquer coisa que a televisão recomenda sem jamais incluir a Jesus.
3. Poderia memorizar o oitavo capítulo da Carta aos Romanos e penetrar nas profundezas da percepção de Paulo quanto à pessoa de Deus. E, ainda, descobrir o precioso poder da memorização das Escrituras em sua vida e seu ministério. Ninguém pode avaliar o poder que viria a uma igreja, se todos os seus membros desligassem a televisão por um mês e dedicassem o mesmo tempo à memorização das Escrituras.
4. Poderia escrever uma poesia simples ou uma carta para um parente, um filho, um amigo ou um colega, expressando profunda gratidão pela vida deles ou anelos em relação a alma deles.
5. Poderia fazer um bolo ou um prato especial para os vizinhos e entregá-lo com um sorriso e um convite de virem à sua casa, para se conhecerem mutuamente.
Portanto, existem muitas razões para se tentar um jejum de televisão ou simplesmente afastarmo-nos dela por completo. Não temos possuído um aparelho de televisão por trinta e quatro anos, exceto por três anos, quando estivemos na Alemanha e o usamos para aprender o idioma. Não existe virtude inerente nisto. Menciono-o apenas para provar que podemos criar cinco filhos sensíveis à cultura e informados biblicamente sem a televisão. Eles nunca se queixaram disso. Na verdade, freqüentemente se admiram com o fato de que pessoas conseguem encontrar tanto tempo para assistirem a televisão.
Extraído do livro:
Penetrado pela Palavra, de John Piper
Copyright: © Editora FIEL 2009.
O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.


Verdadeiras e falsas ambições – John Stott




Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e o sua justiça,
e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.

MATEUS 6.33




Jesus agora contrasta aquilo que os pagãos buscam e aquilo que os cristãos deveriam buscar primeiramente. Aquilo que buscamos é o que está colocado diante de nós como supremo bem para o qual dedicamos a nossa vida. Ele é a nossa preocupação, a nossa ambição. Jesus reduz as opções a duas. Os pagãos são obcecados por seu próprio bem-estar material (comida, bebida e vestimenta), enquanto os cristãos devem estar preocupados acima de tudo com o reino e a justiça de Deus e com a sua propagação por todo o mundo.


Jesus começa com a negativa. Três vezes ele repete sua proibição de não nos preocuparmos com as coisas materiais. Ele não está proibindo nem o pensamento nem a prevenção, mas a ansiedade, pois ela é incompatível com a fé cristã. Se Deus realmente cuida da nossa vida e do nosso corpo, será que não podemos confiar que ele cuidará de nossa alimentação e vestimenta? De novo, se Deus alimenta passarinhos e veste os lírios do campo, será que não podemos confiar nele para nos alimentar e vestir?


Ao mesmo tempo, não podemos interpretar erroneamente o ensino de Jesus. Primeiro, confiar em Deus não nos isenta de trabalhar para ganharmos o nosso sustento. Os passarinhos nos ensinam essa lição. Como Deus os alimenta? A resposta é que ele não os alimenta! Jesus era um observador perspicaz da natureza. Ele sabia perfeitamente bem que passarinhos alimentam a si mesmos. Deus só os alimenta indiretamente, ao fornecer os recursos com os quais se alimentem. Segundo, confiar em Deus não nos isenta da calamidade. Realmente, nenhum pardal cai ao chão sem a permissão de nosso Pai; mas pardais caem e são mortos. Do mesmo modo acontece aos seres humanos. Da mesma maneira ocorre com os aviões.


Em vez de se preocuparem com coisas materiais, os seguidores de Jesus devem buscar primeiro o reino de Deus e a justiça de Deus. Buscar o reino de Deus é proclamar Cristo como Rei, para que as pessoas se submetam à sua soberania. Buscar a justiça de Deus é lembrar que ele ama a justiça e odeia o mal, de modo que, mesmo fora do círculo do reino, a justiça agrada mais a Deus que a injustiça; a liberdade, mais que a opressão; a paz, mais que a violência ou a guerra. Nessa dupla ambição nossas responsabilidades evangelísticas e sociais se combinam, e a glória de Deus se torna o nosso interesse supremo.


Para saber mais: Mateus 6.25-34


Salvação é liberdade! – John Stott




Salvação é liberdade... Ela inclui liberdade do justo julgamento de Deus por nossos pecados, liberdade dos aguilhões do pecado, liberdade do mundo que jaz no maligno, liberdade para sermos santos, liberdade de nossa culpa e de nossa consciência culpada para que entremos em um novo relacionamento com ele no qual nos tornamos filhos reconciliados, perdoados e o reconhecemos como nosso Pai.

É a liberdade da prisão amarga da mente niilista para alcançarmos um novo sentido de propósito na nova sociedade de amor, de Deus, na qual os últimos serão os primeiros; os pobres, ricos; e os humildes, herdeiros. E a liberdade da obscura prisão de nosso egocentrismo para uma nova vida de auto-realização mediante o serviço abnegado.

E, um dia, ela incluirá a liberdade da futilidade da dor, da decadência, da morte e da dissolução para conquistarmos um novo mundo de imortalidade, beleza e alegria inimagináveis. Tudo isso — e muito mais! — é "salvação".

http://www.fidesreformata.com/2011/07/salvacao-e-liberdade-john-stott.html

Salmos 119. 1-8


Como são felizes os que andam em caminhos irrepreensíveis, que vivem conforme a lei do Senhor!

Como são felizes os que obedecem aos seus estatutos e de todo o coração o buscam!

Não praticam o mal e andam nos caminhos do Senhor.

Tu mesmo ordenaste os teus preceitos para que sejam fielmente obedecidos.

Quem dera fossem firmados os meus caminhos na obediência aos teus decretos.

Então não ficaria decepcionado ao considerar todos os teus mandamentos.

Eu te louvarei de coração sincero quando aprender as tuas justas ordenanças.

Obedecerei aos teus decretos; nunca me abandones...


1 João 2. 15-17




Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.

Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.

E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.



quarta-feira, 27 de julho de 2011

Jó 42



Então respondeu Jó ao SENHOR, dizendo:

Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido.

Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia.

Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás.

Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos.

Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza.

Sucedeu que, acabando o SENHOR de falar a Jó aquelas palavras, o SENHOR disse a Elifaz, o temanita: A minha ira se acendeu contra ti, e contra os teus dois amigos, porque não falastes de mim o que era reto, como o meu servo Jó.

Tomai, pois, sete bezerros e sete carneiros, e ide ao meu servo Jó, e oferecei holocaustos por vós, e o meu servo Jó orará por vós; porque deveras a ele aceitarei, para que eu não vos trate conforme a vossa loucura; porque vós não falastes de mim o que era reto como o meu servo Jó.

Então foram Elifaz, o temanita, e Bildade, o suíta, e Zofar, o naamatita, e fizeram como o SENHOR lhes dissera; e o SENHOR aceitou a face de Jó.

E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía.

Então vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele pão em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram acerca de todo o mal que o SENHOR lhe havia enviado; e cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro, e um pendente de ouro.

E assim abençoou o SENHOR o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.

Também teve sete filhos e três filhas.

E chamou o nome da primeira Jemima, e o nome da segunda Quezia, e o nome da terceira Quéren-Hapuque.

E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas como as filhas de Jó; e seu pai lhes deu herança entre seus irmãos.

E depois disto viveu Jó cento e quarenta anos; e viu a seus filhos, e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração.

Então morreu Jó, velho e farto de dias.

http://www.bibliaonline.com.br/acf/j%C3%B3/42

4 Steps to Knowing God


by Dr. Bill Bright  


The following are 4 principles, that explain how to know God in a personal relationship. God created us to love us and to be in loving relationship with him. It is so simple that a child can understand it, yet few of us adults have really comprehended it. I pray that this will bring clarity to your spiritual journey and start you on the great experience of having God as your best friend.
~~~~~~~~~~~~~~~~

1. God Loves You and Offers a Wonderful Plan for your life.

God's Love
"God so loved the world that He gave His one and only Son, that whoever believes in Him shall not perish, but have eternal life" (John 3:16 NIV).
God's Plan


[Christ speaking] "I came that they might have life, and might have it abundantly" [that it might be full and meaningful] (John 10:10).


Why is it that most people are not experiencing the abundant life? Because...
.
Man Is Sinful
"All have sinned and fall short of the glory of God" (Romans 3:23).
Man was created to have fellowship with God; but, because of his stubborn self-will, he chose to go his own independent way, and fellowship with God was broken. This self-will, characterized by an attitude of active rebellion or passive indifference, is an evidence of what the Bible calls sin.
Man Is Separated
"The wages of sin is death" [spiritual separation from God] (Romans 6:23)
This diagram illustrates that God is holy and man is sinful. A great gulf separates the two. The arrows illustrate that man is continually trying to reach God and the abundant life through his own efforts, such as a good life, philosophy, or religion - but he inevitably fails.


The third law explains the only way to bridge this gulf...


3. Jesus Christ is God's Only Provision for Man's Sin.

He Died in Our Place "God demonstrates His own love toward us, in that while we were yet sinners, Christ died for us" (Romans 5:8). He Rose From the Dead
"Christ died for our sins...He was buried...He was raised on the third day, according to the Scriptures...He appeared to Peter, then to the twelve. After that He appeared to more than five hundred..." (1 Corinthians 15:3-6).
He Is the Only Way to God "Jesus said to him, 'I am the way, and the truth, and the life; no one comes to the  Father, but through Me' " (John 14:6).
.
This diagram illustrates that God has bridged the gulf which separates us from Him by sending His Son, Jesus Christ, to die on the cross in our place to pay the penalty for our sins.
It is not enough just to know these three laws..


4. We must Individually Receive Jesus Christ as Savior and Lord.

We Must Receive Christ
"As many as received Him, to them He gave the right to become children of God , even to those who believe in His name" (John 1:12)
We Receive Christ Through Faith
"By grace you have been saved through faith; and that not of yourselves, it is the gift of God; not as a result of works, that no one should boast" (Ephesians 2:8,9).

When We Receive Christ, We Experience a New Birth
"Jesus declared, 'I tell you the truth, no one can see the kingdom of God unless he is born again.' " (John 3:3).

We Receive Christ by Personal Invitation

[Christ speaking] "Behold, I stand at the door and knock; if any one hears My voice and opens the door, I will come in to him" (Revelation 3:20).
These two circles represent two kinds of lives:
.
1. The Self-directed life
Self is on the throne. Interests are directed by self, resulting in discord and frustration. Christ is outside the person's life.
.
2. The Christ-directed life
Christ is on the throne. Self is yielding to Christ. Interests are directed by Christ, resulting in harmony with God's plan.
Which circle best describes your life?
Which circle would you like to have represent your life?
God knows your heart and is not so concerned with your words as He is with the attitude of your heart.
Would you like to pray our suggested prayer ?

NOW WHAT?

Giving your life to Jesus is an act of faith that you can express through prayer.
Praying is simply talking to God. He knows you . What matters is the attitude of your heart, your honesty. We suggest you pray the following prayer:
"Lord Jesus, I thank you for your love and that you came into the world to die for me. I confess that I have directed my own life and that I have therefore sinned against God. I now want to put my trust in you and receive you in my life. Thank you for forgiving my sins. Make me the person you want me to be. I thank you that you answered my prayer and that you are now in my life. Amen."
Is it the desire of your heart to make this prayer yours?
If yes, pray now and according to his promise, Jesus Christ will come into your life.




fonte: http://www.thoughts-about-god.com/4laws/law0.html

Les cieux proclament




Les cieux proclament
La gloire du ressuscité
Rien n’est égal
A la bonté du Seigneur

A jamais tu seras
L’Agneau sur le trône
Je fléchis les genoux
Pour t’adorer toi, Jésus

Je veux chanter
La gloire du ressuscité
L’agneau immolé
Nous a racheté pour Dieu






Salmos 19



















[Salmo de Davi para o músico-mor] Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.


Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite.
Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz.


A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol,
O qual é como um noivo que sai do seu tálamo, e se alegra como um herói, a correr o seu caminho.


A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até à outra extremidade, e nada se esconde ao seu calor.
A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices.


Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro, e ilumina os olhos.


O temor do SENHOR é limpo, e permanece eternamente; os juízos do SENHOR são verdadeiros e justos juntamente.


Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos.
Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa.


Quem pode entender os seus erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos.


Também da soberba guarda o teu servo, para que se não assenhorie de mim. Então serei sincero, e ficarei limpo de grande transgressão.


Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, SENHOR, Rocha minha e Redentor meu!



http://www.bibliaonline.com.br/acf/sl/19