segunda-feira, 31 de outubro de 2011

#GODSTOCK2011 - Salvador e Jaci Velasquez - 19 de Novembro

"Não te deixará nem te desamparará."

"Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles; porque o SENHOR teu Deus é o que vai contigo; não te deixará nem te desamparará." Deuteronômio 31:8

Na presença de uma grande obra ou de uma grande guerra, aqui temos um texto que deveria nos ajudar a sujeitar nossos arreios. Se o próprio Senhor vai adiante, logo, tem que ser seguro seguir-Lhe. Quem poderia obstruir nosso progresso se o próprio Senhor vai a nossa frente? Vamos, soldados irmãos, façamos um rápido avance! Por quê duvidamos de obter a vitória?

E o Senhor não somente está diante de nós - Ele também está conosco. Por cima, debaixo, arredor, e dentro, o Deus onipotente está. O tempo todo e até a eternidade, estará conosco como sempre tem estado conosco. Como isso deveria revigorar nosso braço! Lance-se à frente com ousadia, soldados da cruz, pois o Senhor dos exércitos conosco está!

Estando diante de nó e conosco, nunca tirará Sua ajuda. Ele não pode falhar conSigo mesmo, e não nos faltará. Continuará ajudando-nos de acordo com nossa necessidade, até o fim. Não pode faltar-nos, nem nos abandonará. Ele sempre será capaz e estará disposto a dar-nos força e socorro até que os dias do combate tenham passado.


Não temamos nem nos intimidemos --  pois o Senhor dos exércitos descerá a batalha com nós, suportará o embate da luta, e nos dará a vitória!


______________________
FONTE: Talonário de Cheques do Banco da Fé  via http://www.projetospurgeon.com.br
trad. projeto Spurgeon

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Manhã após manhã - C. H. Spurgeon






Colhiam-no, pois, manhã após manhã.
Êxodo 16.21

Trabalhe para manter um senso de completa dependência da boa vontade e prazer do Senhor, para que esteja continua-mente desfrutando das mais ricas alegrias. Nunca procure viver alimentando-se do velho maná, nem tentando encontrar auxílio no mundo. Tudo precisa vir de Jesus ou você estará arruinado para sempre. Unções antigas não serão suficientes para ungir seu espírito agora. Sua cabeça precisa ter óleo novo derramado sobre ela...

A Avidez pelo Dinheiro – João Calvino (1509 - 1564)


Mas tu, ó homem de Deus, foge dessas coisas... (1 Tm 6.11,12) - Ao denominar Timóteo de homem de Deus, o apóstolo adiciona peso à sua exortação. Se alguém concluir ser conveniente restringir sua aplicação ao apelo para seguir após a justiça, a piedade, a fé e a paciência, ao que ele está precisamente dizendo, então este será o seu antídoto para corrigir-se a avidez pelo dinheiro. Ele diz a Timóteo que as aspirações que ele devia seguir são de caráter espiritual. Mas pode aplicar-se ainda mais amplamente ao contexto mais remoto, ou seja, que Timóteo, mantendo-se isento de toda vaidade, evitasse a fútil curiosidade, [perierguia], a qual condenara um pouco antes. Aquele que se mantém totalmente ocupado com as questões básicas, facilmente se manterá livre das coisas que são supérfluas. Ele menciona algumas formas de virtudes, à luz das quais podemos concluir que as demais estão também incluídas. Quem quer que se devote a buscar a justiça, que almeje a piedade, a fé e o amor, e que cultive a paciência e a mansidão, não poderá deixar de abominar a avareza e seus frutos.



Combate o bom combate. Na próxima epístola ele diz que nenhum soldado se envolve em negócios alheios à sua vocação [2 Tm 2.4]. Por isso aqui, com o fim de poupar Timóteo de excessiva preocupação com os afazeres terrenos, ele o exorta a lutar. A displicência e o comodismo emanam da preocupação que os homens sentem em servir a Cristo sem problemas, como se fosse um passa-tempo, enquanto que Cristo convoca a todos os seus servos para a guerra. Com o fim de encorajar Timóteo a lutar bravamente no campo de batalha, o apóstolo denomina essa luta de bom combate, ou seja, combate abençoado e que, portanto, de forma alguma deve ser evitado. Pois se os soldados terrenos não hesitam em combater quando a vitória é incerta e correm o risco de perder a vida, quanto mais bravamente devemos nós lutar sob o comando e a bandeira de Cristo, onde podemos alimentar de antemão a certeza da vitória, especialmente quando sabemos que há um galardão à nossa espera, o qual está muito acima dos galardões geralmente conferidos pelos comandantes a seus homens, ou seja, uma gloriosa imortalidade e a bem-aventurança celestial. Seria indigno se com uma esperança dessa natureza diante de nós ainda esmorecêssemos ou caíssemos pela exaustão. E isso é precisamente o que o apóstolo continua dizendo.



Toma possa da vida eterna. É como se ele dissesse: "Deus te convoca para a vida eterna, portanto despreza o mundo e esforça-te por alcançá-la." Ao dizer a Timóteo que tomasse posse dela, ele o proíbe de desistir ou de deixar-se dominar pelo cansaço em meio à trajetória. E como se dissesse: "Nada se concretiza até que tenhamos obtido a vida futura, à qual Deus nos convida." Por conseguinte, em Filipenses 3.12 ele declara que se esforçava por progredir, visto que a vida eterna não estava ainda concretizada.


Para a qual foste chamado. Visto, porém, que os homens lutam precipitadamente e sem qualquer objetivo de caráter perene, caso não tenham ainda Deus a dirigir sua trajetória e a estimulá-los à atividade, o apóstolo menciona também a vocação deles. Nada poderá encher-nos de mais coragem do que o reconhecimento de que fomos chamados por Deus. Pois desse fato podemos inferir que o nosso labor, que está sob a direção divina e no qual Deus nos estende sua mão, não ficará infrutífero. Portanto, pesaria sobre nós uma acusação muito grave caso rejeitássemos o chamado divino. Contudo, deve exercer sobre nós uma influência muito forte ouvir: "Deus te chamou para a vida eterna. Cuidado para que não te desvies para alguma fantasia, ou de alguma forma fracasses no caminho antes que o tenhas percorrido."



E fizeste a boa confissão. Ao mencionar a vida pregressa de Timóteo, Paulo o incita ainda mais a perseverar. Fracassar depois de ter feito um bom começo é mais lamentável do que nunca haver começado. A Timóteo, que até então havia agido bravamente e granjeado louvor, o apóstolo apresenta este poderoso argumento: que o seu ponto de chegada correspondesse ao seu ponto de partida. Entendo confissão, aqui, no sentido não de algo expresso verbalmente, mas, antes, de algo realizado de forma concreta, e não numa única ocasião, mas ao longo de todo o seu ministério. Significando, pois: "Tu contas com muitas testemunhas de tua pública confissão, tanto em Éfeso como em outros países, a saber: que elas têm assistido a tua viva fidelidade e seriedade em teu testemunho do evangelho; e tendo transmitido um exemplo tão positivo, agora outra coisa não podes ser senão um bom soldado de Cristo, caso não queiras incorrer em maiores vexames e infortúnios." A luz desse fato aprendemos a seguinte lição geral: quanto mais eminentes nos tornamos, menos justificativa temos em fracassar e mais obrigados somos a nos manter em nossa firme trajetória.

sábado, 22 de outubro de 2011

Em busca do verdadeiro avivamento - Parte VII - Como ser um agente de Transformação?





.
"Além disso, desde o vigésimo ano do rei Artaxerxes, quando fui nomeado governador deles na terra de Judá, até o trigésimo segundo ano do seu reinado, durante doze anos, nem eu nem 
meus irmãos comemos a comida destinada ao governador.  Mas os governantes anteriores, 
aqueles que me precederam, puseram um peso sobre o povo e tomavam dele quatrocentos e 
oitenta gramas de prata, além de comida e vinho. Até os seus auxiliares oprimiam o povo. 
Mas, por temer a Deus, não agi dessa maneira.  Ao contrário, eu mesmo me dediquei ao 
trabalho neste muro. Todos os meus homens de confiança foram reunidos ali para o trabalho; 
e não compramos nenhum pedaço de terra." (Neemias 5:14-16 NVI)







.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

EM BUSCA DO VERDADEIRO AVIVAMENTO PARTE 6: Os Verdadeiros Tesouros do Avivamento


Sérgio Queiroz/ - 09/10/2011 
Texto-Base: 2 Coríntios 4:1-12 

"O verdadeiro avivamento sempre é uma época de grandes bênçãos. Isso é verdade, como temos visto, porque o avivamento é um período em que Deus age com o seu poder e graça. As bênçãos do Pentecostes produziram crescimento e frutos extraordinários na igreja primitiva. O verdadeiro avivamento, como uma extensão da obra dinâmica do Espírito de Pentecostes nesta era presente, também produz crescimento e frutos extraordinários. Pode-se reconhecer um padrão básico ao longo da história da igreja. O Espírito renova a igreja, vivifica os seus esforços, se faz presente nos seus cultos com poder divino e a conduz para fora, aos campos de colheita onde multidões de pessoas são nascidas do Espírito Santo. Os campos espirituais estão prontos para a colheita, prontos para uma ceifa enorme e maciça." 
John Armstrong 







domingo, 9 de outubro de 2011

Canção do Apocalipse




Digno é o Cordeiro
Que foi morto
Santo, Santo Ele é
Um novo cântico
Ao que se assenta
Sobre o Trono do Céu


Digno é o ...


Santo, Santo, Santo
Deus Todo Poderoso
Que era, e é, e há de vir
Com a criação eu canto
Louvores ao Rei dos reis
És tudo para mim
E eu Te adorarei


Está vestido do arco-íris
Sons de trovão, luzes, relâmpagos
Louvores, honra e glória
Força e poder pra sempre
Ao único Rei eternamente


Santo, Santo, Santo
Deus Todo Poderoso
Que era, e é e há de vir
Com a criação eu canto
Louvores ao Rei dos reis
És tudo para mim
E eu Te adorarei


Maravilhado, extasiado
Eu fico ao ouvir Teu nome
Maravilhado, extasiado
Eu fico ao ouvir Teu nome
Jesus, Teu nome é Força
É fôlego de Vida
Misteriosa Água Viva


Santo, Santo, Santo
Deus Todo Poderoso
Que era, e é e há de vir
Com a criação eu canto
Louvores ao Rei dos reis
És tudo para mim
E eu Te adorarei


Santo, Santo, Santo
Deus Todo Poderoso
Que era, e é e há de vir
Com a criação eu canto
Louvores ao Rei dos reis
És tudo para mim
E eu Te adorarei












.

Preciso de Ti





Em meu coração há um desejo
Em meu coração há uma chama
Que arde por ti, Senhor
Em meu coração há uma esperança
Em meu coração há uma confiança que espera em ti, Senhor


Quero sentir o teu toque a cada instante eu vou chamar teu nome
Mesmo que tudo esteja bem eu quero tua presença, meu Senhor


Preciso de ti , eu não consigo me conter
Preciso de ti, a tua face eu quero ver...


Preciso de ti
Não consigo, não consigo, não consigo
Não dá mais pra viver sem Ti
Sem tua presença eu morro, eu morro, eu morro
Eu clamo por ti Jesus, eu corro pra ti Jesus
Eu quero, eu quero, eu quero
Preciso, preciso, preciso

Salmos 40



Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.


Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos.


E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no SENHOR.


Bem-aventurado o homem que põe no SENHOR a sua confiança, e que não respeita os soberbos nem os que se desviam para a mentira.


Muitas são, SENHOR meu Deus, as maravilhas que tens operado para conosco, e os teus pensamentos não se podem contar diante de ti; se eu os quisera anunciar, e deles falar, são mais do que se podem contar.


Sacrifício e oferta não quiseste; os meus ouvidos abriste; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste.


Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro de mim está escrito.


Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração.


Preguei a justiça na grande congregação; eis que não retive os meus lábios, SENHOR, tu o sabes.


Não escondi a tua justiça dentro do meu coração; apregoei a tua fidelidade e a tua salvação. Não escondi da grande congregação a tua benignidade e a tua verdade.


Não retires de mim, SENHOR, as tuas misericórdias; guardem-me continuamente a tua benignidade e a tua verdade.


Porque males sem número me têm rodeado; as minhas iniqüidades me prenderam de modo que não posso olhar para cima. São mais numerosas do que os cabelos da minha cabeça; assim desfalece o meu coração.


Digna-te, SENHOR, livrar-me: SENHOR, apressa-te em meu auxílio.


Sejam à uma confundidos e envergonhados os que buscam a minha vida para destruí-la; tornem atrás e confundam-se os que me querem mal.


Desolados sejam em pago da sua afronta os que me dizem: Ah! Ah!


Folguem e alegrem-se em ti os que te buscam; digam constantemente os que amam a tua salvação: Magnificado seja o SENHOR.


Mas eu sou pobre e necessitado; contudo o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó meu Deus.




http://www.bibliaonline.com.br/acf/sl/40

Rendido Estou





Toma-me, rendido estou
Aos pés da cruz me encontrei
O que tenho te entrego, oh Deus


Vem limpar as minhas mãos
Purificar meu coração
Que eu ande em tudo que tu tens pra mim


Uô ô ô
Eis me aqui, rendido estou
Uô ô ô
Eu sou teu e tu és meu, Jesus


Meus momentos e os dias meus
Meu respirar e meu viver
Que sejam todos, pra ti oh Deus


Uô ô ô
Eis me aqui, rendido estou
Uô ô ô
Eu sou teu e tu és meu, Jesus
OooOooOoo


Minha vida dou a ti, Senhor
Rendido a ti, estou
E pra sempre cantarei:
Faz em mim o teu querer


Uô ô ô
Eis me aqui, rendido estou
Uô ô ô
Eu sou teu e tu és meu, Jesus


Minha vida dou a ti, Senhor
Rendido a ti, estou
E pra sempre cantarei:
Faz em mim o teu querer



quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Em busca do verdadeiro avivamento - Parte 5: Vivendo além da normalidade







"Quando falamos em avivamento não estamos falando sobre a Igreja sendo abençoada por Deus, consciente de Sua presença, e capacitada a fazer a Sua obra. Moisés, num sentido, já estava consciente de tudo isso. Deus tinha voltado. Deus tinha prometido abençoar. Deus havia lhe dado essa garantia pessoal quando falou com ele face a face. Entretanto, Moisés não estava satisfeito. Avivamento vai além de tudo isso. Podemos ver isso claramente, aqui nesse caso em particular. Moisés sentiu que as circunstâncias eram tais que algo especial e fora do comum era necessário. Assim ele passou a orar por isso.                                             
Martyn Lloyd-Jones




.

Curados pelo poder do Espírito Santo - Parte IV